30 de junho de 2014

RESENHA: RECONSTRUINDO AMELIA - Kimberly McCreight (Ed. Arqueiro)



Oi, pessoal!

Vou começar esta semana falando sobre um thriller incrível lançado pela editora ARQUEIRO: RECONSTRUINDO AMELIA, da KIMBERLY McCREIGHT.

Reconstruindo AmeliaRECONSTRUINDO AMELIA
KIMBERLY McCREIGHT
Editora: ARQUEIRO              
Ano: 2014                  
Nº págs: 352
Gênero: Thriller, Drama


SINOPSE: Kate Baron, uma bem-sucedida advo­gada, está no meio de uma das reuniões mais importantes de sua carreira quando recebe um telefonema. Sua filha, Amelia, foi suspensa por três dias do Grace Hall, o exclusivo colégio particular onde estuda. Como isso foi acontecer? O que sua sensata e inteligente filha de 15 anos poderia ter feito de errado para merecer a punição?
Sua incredulidade, no entanto, vai aos poucos se transformando em pavor ao deparar, no caminho para o colégio, com um carro de bombeiros, uma dúzia de policiais e uma ambulância com as luzes desligadas e portas fechadas.
Amelia está morta.
Aparentemente incapaz de lidar com a suspensão, a garota subiu no telhado e se jogou. O atraso de Kate para chegar a Grace Hall foi tempo suficiente para o suicídio. Pelo menos essa é a versão do colégio e da polícia.
Em choque, Kate tenta compreender por que Amelia decidiu pôr fim à própria vida. Por tantos anos, as duas sempre estiveram unidas para enfrentar qualquer problema. Por que aquele ato impulsivo agora?
Suas convicções sobre a tragédia e a pró­pria filha estão prestes a mudar quan­do, pouco tempo depois do funeral, ela recebe uma mensagem de texto no celular:
Amelia não pulou.
Alternando a história de Kate com registros do blog, e-mails e posts no Fa­cebook da filha, Reconstruindo Amelia é um thriller empolgante que vai surpreender o leitor até a última página.

Tenho algumas editoras preferidas em relação aos thrillers e policiais, e sem dúvida a ARQUEIRO é uma delas. Sempre acompanho as novidades dos gêneros e a ARQUEIRO nunca decepciona, pois sempre brinda os leitores com livros incríveis. RECONSTRUINDO AMELIA é mais um desses que entra para a listinha de “que livro foda!”

A premissa é interessantíssima e a leitura é de arrepiar. Adoro acompanhar thrillers que se passam em colégios. Acho bastante importante que conheçamos as atitudes adolescentes e a crueldade que esses humanos, ainda em formação, são capazes de propagar. KIMBERLY foi muito feliz ao apresentar um grupo de meninas que tinham atitudes cruéis e gostavam de pregar peças nada engraçadas. Foi medonho acompanhar a forma como o caráter dessas garotas foi moldado, tanto por seus pais como pelo meio em que viviam.

Se o mote principal da história já conquista o leitor, é a genialidade da narrativa de KIMBERLY, que permeia por várias facetas, que nos draga para um drama intenso e avassalador, desses que parecem percorrer por nossas veias. O enredo vai sendo dissecado através do ponto de vista de Kate, mãe de Amelia, e da própria Amelia. Além disso, vamos tendo acesso as conversas da menina com o amigo, Ben, e vamos conhecendo o que há de mais sujo no colégio e de podre nos alunos, através de um blog, que ninguém sabe por quem é escrito.

Adorei ver a forma como todas essas narrativas foram seguindo em frente para se concatenarem no momento final. Tudo é muito trágico, muito triste e muito tenso. Não sei descrever qual das duas protagonistas me deixou mais interessada no livro, Kate, com sua luta para descobrir as verdades sobre a vida da filha, ou Amelia, que ao contrário do que imaginei antes de começar a leitura, era uma menina adoravél, cheia de amor, e que não manteve segredos por motivos ruins. Aliás, esse foi um dos pontos que mais gostei no livro, ver que Amelia era uma menina comum, compreensiva, amável e inteligente, pois pensei que estaria frente a uma menina mimada, egoísta e cruel em relação à própria mãe e aos colegas. Essas duas mulheres são apaixonantes.

O livro possui algumas obviedades, sim, mas nem por isso deixa de ser extremamente interessante, pois a qualidade do suspense e das surpresas que encontramos supera qualquer pequena coisa que é possível adivinhar.

A história que circunda a vida de Amelia é muito maior e mais intensa do que podemos imaginar, ela ultrapassa os portões do colégio e retoma até antes do nascimento da garota, justamente por isso, por trazer tantos elementos, tão importantes, tão significativos, que me senti um pouco frustrada com um final tão comum, com uma explicação tão previsível. Infelizmente, tive a sensação que KIMBERLY quis fazer uma surpresa ao final, e por isso apontou determinado personagem no envolvimento na morte da garota, mas, pouco antes da revelação final, ela perpassou por uma outra situação envolvendo Amelia e uma outra personagem, que, ao meu ver, teria sido muito mais interessante e com motivos muito mais significantes, se essa personagem tivesse sido apontada como “culpada”. Ok, não teria sido surpresa, mas o motivo teria gerado um sentimento de revolta no leitor, teria provocado alguma reação, já que o final optado pela autora, apesar de lindo, não me causou reação alguma. 

Apesar de ter ficado frustrada com o desfecho, não diminuo as 5 estrelas que o livro merece por toda a excelência do que apresentou. Foi uma leitura incrível e bastante prazerosa. Com certeza um livro que espero reler. Recomendo MUITO!


Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. Esse é o próximo livro que vou ler e ver que você gostou me deixa animada!
    Espero gostar do final (medo)
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ri, e aí, já leu?
      Volta pra contar o que achou.

      Bjs

      Excluir
  2. Quero muito ler esse livro, Mari. E com esses seus comentários quero o quanto antes. Ótima resenha.

    Abraço!
    http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Não li toda sua resenha, pois estou lendo o livro no momento. Fiquei curiosa pelo final comentado, mas gostei de saber que o livro é bom como tenho sentido.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Ei Mari

    Eu quero!!!
    Eu vi o título e achei que era romance/drama nem prestei a atenção rsrsrs.Que legal, o subtítulo me lembrou Confie em mim do Harlan Coben que eu adorei. ^^
    Quando eu não gosto do final eu tiro estrela, fico indignada hahaha, vamos ver se vou achar o mesmo.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, Feeeeer, geralmente também tiro, mas esse não tive coragem, tudo foi tão bom que não deu pra diminuir as estrelas só pq não terminou como eu queria, rs.

      Acho que você vai gostar. Se ler, depois me fala o que achou.

      Bjs

      Excluir
  5. Já estava com vontade de ler esse livro mas depois da sua resenha Mari vou comprar ele.

    http://quererdelivros.blogspot.com.br/
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Mari! Que bom que você gostou tanto do livro. Eu gostei também, mas não tanto assim rs. Acho que foi porque eu esperava uma coisa completamente diferente, e acabei me decepcionando. Mas, como você disse, a história é muito bem escrita, e os personagens são muito bem desenvolvidos, e eu gostei bastante disso. Realmente, o final deixou a desejar, mas, como você disse, não consegue estragar o resto da história.
    Mesmo não tendo gostado tanto, não tenho como reclamar de nada da história, pois a autora não deixou nada sem resolver, e criou uma história muito boa, e muito bem escrita.

    Beijos,
    Adri
    http://stolenights.blogspot.com

    ResponderExcluir

* Deixe seu comentário e me faça feliz :D
* Se você tem um blog, não esqueça de deixar o link.