10 de abril de 2014

RESENHA + SORTEIO: ENQUANTO EU TE ESQUECIA - Jennie Shortridge (Ed. Única)



Oi, gente.

Hoje vou falar de um dos mais belos dramas que já li: ENQUANTO EU TE ESQUECIA da JENNIE SHORTRIDGE, lançado pela editora ÚNICA.

Enquanto eu te esqueciaENQUANTO EU TE ESQUECIA
JENNIE SHORTRIDGE
Editora: ÚNICA              
Ano: 2014                  
Nº págs: 384
Gênero: Drama

SINOPSE: Lucie Walker não se lembra de quem é ou como foi parar nas águas geladas da Baía de São Francisco. Encaminhada para uma clínica psiquiátrica, ela aguarda até que um homem chega afirmando ser seu noivo. Entretanto, com seu retorno para casa, essa mulher sem memória vai tomando conhecimento de sua personalidade antes do acidente, da pessoa controladora, fria e sem vida que era, e dos segredos da infância e da família, assim como da situação do noivado e dos mistérios que podem ter provocado o acidente.
Será que ela quer isso de volta? Será que essa nova Lucie conseguirá manter o amor por Grady, ou a oportunidade de recomeçar será sua salvação?

Quando peguei ENQUANTO EU TE ESQUECIA para ler, tinha a intenção apenas de conhecer o livro, ler alguns poucos capítulos para entender do que se tratava e ir dormir, porém, o pouco que li foi suficiente para me manter acordada por uma madrugada inteira e grudada em uma história que me emocionou ao extremo.

No começo, quando Lucie foi encontrada desmemoriada na clínica pelo noivo, passei a fazer mil conjecturas: pensei que ele a espancava, que ela poderia ter um amante, que ela estava fingindo, que era frescura, etc. Foram tantas as possibilidades que passaram por minha cabeça, que comecei a ler um ritmo frenético para saber o que de fato havia acontecido com Lucie e o que ela escondia, porque era óbvio que a personagem escondia alguma coisa.

Quando o enredo verteu para o passado da personagem, falando de uma tia que ela odiava, fiquei de orelha em pé, alguma coisa estranha existia ali e naquele relacionamento. Aos poucos fui absorvendo os acontecimentos que cercaram Lucie na infância e nunca conseguia chegar a lugar algum, nada do que imaginava começava a se firmar em algum ponto, o que acabou por me enlouquecer, pois eu já estava começando a me desesperar por respostas.

Não bastando esse relacionamento “secreto” para deixar o leitor ávido pelas páginas, JENNIE explora de um jeito belo, mas igualmente cheio de segredos, o relacionamento de Lucie com Grady. Apesar de parecerem um casal normal, após a perda da memória de Lucie, vamos percebendo que antes do ocorrido eles tinham diversos problemas que tentavam camuflar, dentre eles o pior: a falta de diálogo. Como os capítulos são alternados, quando Grady ganha voz e começa a discorrer sobre o relacionamento com a antiga Lucie, percebemos que eles apenas queriam aparentar ser um casal completo e feliz, mas que não eram. As falhas, mágoas e segredos são muitos e o jeito que encontraram para lidar com tais situações era o fingimento e a fuga. Fingiam que nada acontecia, nada os perturbava, e fugiam de conversas maduras e esclarecedoras sobre os próprios sentimentos, sobre o passado e o cotidiano.

Durante toda a leitura ficamos na perspectiva do que possa ter acontecido com Lucie, às razões que a levaram fugir e ficar sem a memória. Se em alguns momentos desconfiei que a personagem fingia, em outros fiquei com o pé atrás com Grady, pois ele se negava a revelar alguns fatos, tantos para Lucie, como para o leitor. De repente, Grady, que parecia um perfeito cavalheiro, foi ganhando minha antipatia, primeiro por esconder fatos, da noiva principalmente, parecendo que não queria que ela soubesse de algumas coisas, e depois porque parecia não saber qual das Lucies ele queria. Ora parecia feliz com a nova Lucie, ora queria a velha Lucia de volta, a mulher com quem, apesar de seus muitos defeitos, ele já estava acostumado. Apesar de ficar irritada e frustrada com essa dúvida dele, compreendi o personagem nessa situação, mas a todo tempo fiquei com o pé atrás, tanto em relação a ele, como em relação à Lucie, que parecia nunca lembrar de nada de forma proposital.

Mesmo com algumas particularidades dos personagens me irritando, estava completamente fascinada pelo livro, pela forma intensa e crua de JENNIE narrar, e com um aperto no peito porque tinha certeza que algo de destroçar o coração iria acontecer nas próximas páginas. E foi exatamente assim...

Quando enfim foi revelado os motivos da falta de memória de Lucie meu coração chegou a ficar pequenininho. Confesso que acho que boa parte desses traumas psicológicos que as pessoas carregam e deixam que interfiram em suas vidas tantos anos depois são só firulas. Claro que algumas coisas fortes e chocantes podem realmente marcar uma pessoa por toda a vida, mas tem gente que se faz de eterna vítima só porque um dia caiu na frente de mil pessoas, quebrou o pé e sentiu a maior vergonha. No caso de Lucie, o motivo é bastante sério, tanto que após as revelações passamos a compreender a personagem antes de seu lapso de memória. Compreendemos porque ela era arredia e afastada, porque não era dada ao diálogo, etc. O trauma psicológico vivido pela protagonista realmente tinha razão de ser, e isso tornou a narrativa ainda mais forte e intensa do que já estava sendo até ali.

Fiquei fascinada com a leitura de ENQUANTO EU TE ESQUECIA e sua narrativa contagiante. Se em muitos dos dramas psicológicos que li achei que existia uma pontinha de exagero, ENQUANTO EU TE ESQUECIA mostrou um trauma oriundo de um problema real, uma situação que foi capaz de fazer com que passássemos a compreender a protagonista mesmo em suas piores atitudes. ADOREI <3


Se você também se interessou pela leitura, não perca a chance de ganhar um exemplar aqui no blog.

Para concorrer basta:
- Seguir o blog no TWITTER ou Curtir a página do blog no FACE. Um ou outro, não precisa ser os dois ;)  mas, quem quiser os dois, agradeço
- Curtir o FACE da editora ÚNICA.
- Deixar um comentário válido na resenha. Tem que ser um comentário válido, nada de: bacana, legal, gostei da resenha, quero ler, etc.

- Deixar o nome com que você comentou no formulário do RAFFLE


a Rafflecopter giveaway


ATENÇÃO:
- O sorteio será feito apenas dentre aqueles que comentarem na resenha.
- A promoção tem início hoje 10/04/2014 e termina em 01/05/2014
- O vencedor deverá ter endereço de entrega no Brasil.
- O vencedor terá até 48 horas para responder o email de contato com seus dados para envio.
- O livro será enviado pela editora ÚNICA em até 60 dias. 
- A editora e o blog não se responsabilizam por furtos ou extravios dos correios, bem como dados errados passados pelo vencedor.



Comente com o Facebook:

30 comentários:

  1. Gente estou participandoooo com tudooo!!!
    Que capa M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A!
    Amo livros de Drama, Suspense, Romance ... A história de Lucie parece ser bem comovente, do tipo daquelas que você tira o dia para ler e quando o livro acaba, parece que a sua vida acaba.
    Esse livro com certeza entrou para minha lista de Desejados!
    Parabéns Mari pela ótima resenha!

    Email: leo_ribeiro04@hotmail.com
    Twitter: leonardo_siri

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito de enredos que tratam de traumas psicologicos e infelizmente tenho que discordar com vc. Pessoas são como flores, algumas resistem a temporais horriveis sem sequer ferir uma petala, outras podem se estraçalhar toda apenas com um chuvisco. Depende muito de sua capacidade psicologica. É como dor...cada pessoa suporta um nivel x de dor fisica. As vezes uma palavra pode mudar a vida de uma pessoa para sempre, não é firula é simplesmente falta de estrutura. Desculpa falar sobre isso, sei que é sua opinião mas nao tive como não comentar, tá? Mas sobre o livro,como já estudei psicologia, adoro o tema então gosto de observar como os autores vão desenvolvendo-os. Espero mesmo ter a oportunidade de ler esse livro, mas achava que era mais adolescente, por causa da capa, que alias achei linda. Bjksssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah! Meyre Christina

      nangy@ig.com.br

      Bjksssssss

      Excluir
    2. Oi, Mey.
      Adorei seu comentário. É muito bom ter pontos de vista diferentes. Como conheço uma ou duas pessoas que usam situações simples como desculpas para praticamente tudo, acabei generalizando a crítica que fiz. Mas gostei muito do que você disse e, principalmente, da forma como você comparou as pessoas com as flores, foi lindo *_*

      Sabe que eu não tinha pensado na capa como algo adolescente? Quando vi pela primeira vez, sem ter lido a sinopse, pensei que seria um drama que remeteria a fantasmas, não sei pq, mas a capa me fazia pensar em morte :S

      Mas é um livro belíssimo que vale a leitura.

      Bjs
      e obrigada por comentar ;)

      Excluir
  3. Gente, esse livro parece que é mesmo sensacional. Até eu já quero saber como essa Lucie esquece assim de tudo. O que foi mesmo o trauma psicológico dela para deixa-la assim. O que o noivo dela tanto esconde dela e da gente! O que essa tia dela que ela odiava tem a ver com o esquecimento! São tantos os questionamentos que já quero ler esse livro agora mesmo. Adoro esse tipo de livro! Também sou como vc, não paro enquanto não souber o que houve.
    Beijos e tomara que eu ganhe!
    adriana

    ResponderExcluir
  4. Já queria muito ler esse livro, e agora que sei mais sobre ele e que tem uma forte carga dramática fiquei mais curiosa ainda. Ótima resenha, e estou concorrendo. :)

    gabicz2@yahoo.com.br

    Abraço!
    http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Desde que eu vi que o livro ia ser lançado, já tinha ficado curiosa a respeito da história.
    Gosto de ler livro que tenham certo mistério no ar, deixa a história ainda mais intensa. Enquanto te Esquecia e bem aquele estilo de livro que quando se começa a ler só para depois de concluir a leitura.
    Gostei da resenha, a primeira que leio sobre o livro e confesso que fiquei mas curiosa ainda pra conferir a história.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. <3
    Quero muito ler esse livro, Mari, até porque ele lembra bastante As Lembranças de Alice, que saiu pela Leya um tempo atrás e que também me interessou.

    Acho tão complexo julgarmos os traumas de outra pessoa...pq assim, o que pode ser "tranquilo" para nós pode deixar graves sequelas e feridas em outros, e vice-versa. Eu aprendi a nunca desprezar a dor do outro. E agora fiquei curiosa para saber o motivo da Lucie.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ly, agora que você falou, lembro de ter colocado As Lembranças de Alice como desejado no Skoob, mas, depois de um tempo, acabei tirando e perdendo o interesse. Acho que vou colocar na lista de novo, rs.

      Quando ao julgamento dos traumas pessoais, concordo com você, como expliquei para a Mey ali em cima, o fato de eu conhecer pessoas que usam situações que ocorreram com elas, situações simples mesmo, mas que as levam a fazer tempestades em copos d'águas, e usá-las como desculpa para as coisas, acabei por generalizar na hora de apresentar minha opinião na resenha, o que foi um erro, mas é que na hora que estava escrevendo me lembrei dos fatos e aquele momento de raiva subiu e eu comentei, rs. Mas acho que me coloquei de forma errada, pois dei a entender que a maioria se vitimiza. Qualquer dia te conto por email, aí você vai entender, rs.

      Beijocas

      Excluir
    2. Hahaha..eu entendi que no caso vc estava "revoltada" com determinadas situações, e não acho que tenha generalizado não, hehehe! <3 Algumas pessoas realmente se vitimizam (olha, conheço um moooonteee). Algumas por falta de uma palmada no butico quando era para ter sido ensinado certos limites, hehehe, mas sei que nem sempre é o caso! ;)

      Desculpe se pareceu que eu estava te "criticando", hehehe ;)

      Beijos pra vc, lindona! <3

      Excluir
  7. A Minha curiosidade por esse livro e imensa. ganhei ele numa promoçao em outro blog, contava os dias para chegada do livro. pah a editora me mandou outro. pensou na frustraçao? triplique.o plot do livro e incrivel espero que eu de mais sorte dessa vez.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OMG, Gabis, não creio que mandaram outro livro :(

      Não deu para trocar?


      Bjs

      Excluir
  8. Sou um bicho mto curioso, só de saber que ela perdeu a memória por algum motivo desconhecido já me dá vontade de ler p/ descobrir, não posso saber que existe um mistério que já quero ler! Sua resenha me deixou com mais vontade ainda já que pareceu que o livro é pautado em uma realidade possível.

    Miquilis: Bruna Costenaro

    ResponderExcluir
  9. Puxa, depois de ler sua resenha não posso deixar de ler o livro, que até o momento, apenas achava que tinha uma capa bonitinha. Agora entendo a capa e me vejo aflita para ter o livro em mãos e começar a leitura.

    ResponderExcluir
  10. Oi Mari!
    Quando li a sinopse do livro só fiquei curiosa para conhecer a antiga Lucie, não tinha pensado em como ela havia chegado lá. Agora estou mais curiosa, seu suspense na resenha, me deixou assim, rsrs. Sei que é impossível falar sobre pouquissimos detalhes de um livro como este sem contar spoiler.
    Não concordo com você, não acho que uma pessoa que passou por um trauma "pequeno", se faça de eterna vitima, ( tirando as exceções) as pessoas realmente sofrem com coisas que para quem está de fora parecem sem importância, porque parece insignificante para os outros fará com que sofram menos? Não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. email: sarinhaa.c@hotmail.com
      twitter: @SarinhaAlves_c

      Excluir
    2. Oi, Sa.
      Eu gostaria de ter falado mais sobre o livro, mas como você disse, poderia sair como um spoiler. O importante é que é ótimo!
      Quanto aos traumas, é como expliquei para as meninas ali em cima, como eu conheco a exceção, que você mesma colocou, rs, acabei me precipitando em minhas palavras e parece que generalizei a situação :s Não foi minha intenção, é que no momento que escrevia a resenha lembrei de um fato que aconteceu e não consegui não comparar com a Lucie e ver que a pessoa fazia uma tempestade em copo d'água.

      beijocas

      Excluir
  11. Oi Mari! Apesar da capa chamar a atenção, não tinha me interessado muito pela sinopse. Mas agora estou morrendo de curiosidade para saber o que aconteceu com ela de verdade, o que causou sua perda de memória e, o mais importante, se o noivo dela era inocente ou culpado pelas coisas. Realmente, muitos traumas são fortes, mas existem muitos por aí que se fazem de vítima o resto da vida por algo que nem foi tão traumático assim. Adorei, e fiquei curiosa pela história.

    Beijos,
    Adri Brust
    Stolen Nights

    ResponderExcluir
  12. Eu gosto desse clima de mistério e de ir conhecendo a personagem, seus traumas e o que a levou a ter determinadas reações.
    Só não concordo com a parte da "firula". Acho que as pessoas são tocadas de diferentes maneiras pelas coisas que acontecem em suas vidas e não é porque seus problemas parecem pequenos para quem está olhando de fora, que eles assim são mesmo.
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Personagens irritantes, quem nunca se irritou com personagens literários que atire o primeiro dicionário. Eu não costumo comprar livros pela capa mas que uma bela capa acrescenta valor ao livro não tem como negar, essa capa me desperta uma sensação de fuga (de alguém ou da realidade). fiquei bem curiosa por essa trama cheia de possibilidades.

    ResponderExcluir
  14. Que maravilha! Mas uma oportunidade. Seua resenha ficou ótima. Https://www.facebook.com.br/meiriellensantos

    ResponderExcluir
  15. Já ouvi muitas resenhas positivas sobre essa resenha. Tomara q eu ganhe esse livro!
    Mega ansiosa (y

    ResponderExcluir
  16. Nunca tinha lido nada sobre esse livro, mas a capa já tinha me conquistado. Confesso que ia ficar bem agoniada lendo sobre alguém que perdeu a memória e parece não se lembrar de nada propositalmente, mas eu também ficaria bem curiosa para descobrir os mistérios que envolvem o acidente e o trauma da protagonista.
    Bom, fiquei ansiosa pra ler o livro rs Obrigada pela indicação, beijos e boa leitura!

    ResponderExcluir
  17. Eu já estava louca pra ler esse livro, continuo querendo muito. Mas vamos ver se consigo conciliar. A capa é linda e me conquistou, fora que o título também deixa muito para a imaginação e o leitor fica com a pulga atrás da orelha.

    ResponderExcluir
  18. Eu já tinha visto outras resenhas desse livro e estava muito interessada em comprá-lo, amo um drama bem feito que deixa nosso coração pequeno no desfecho.... Muito bem feita sua resenha, fiquei encantada....

    ResponderExcluir
  19. Opa opa opa! Essa sua resenha só nos deixa de orelha em pé! Mais ainda do que de ler apenas a sinopse! A capa deste livro é linda e a sinopse me deixou bastante interessada! Assim que passar na livraria, este exemplar estará na minha cesta de compras!

    ResponderExcluir
  20. Gosto de livro assim: que nos prende desde o início!!
    E parece que Enquanto eu te esquecia é um deles.
    Fiquei vidrada na sinopse...e quando li a resenha necessitei desesperadamente o livro para que pudesse descobrir o segredo Lucie e a razão pela sua falta de memória.
    Estou super intrigada com a história e espero ter a oportunidade de lê-lo me breve!

    ResponderExcluir
  21. Eu gosto muito da resenha... a sinopse logo de inicio vc fica querendo mais, mas com a resenha vc percebe que o livro é bom. Ele parece ser aquele que te prende do inicio ao fim... quero muito ler!!

    ResponderExcluir
  22. Nossa fiquei curiosa com sua resenha, já tinha lido outras mas essa sua se monstrou bastante convidativa pra minha curiosidade rsrsrsr.Gosto de livros assim cheio de mistérios e quero saber o que levou ela a ficar sem memória, gosto de tramas humanos e reais, quero saber o que te deixou com o coração pequenininho.

    ResponderExcluir
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

* Deixe seu comentário e me faça feliz :D
* Se você tem um blog, não esqueça de deixar o link.