19 de novembro de 2014

RESENHA + SORTEIO: CONSUMIDOS - David Cronenberg (Ed. Alfaguara)



Boa tarde, gentes!

E vamos seguir com nossa Semana Especial SUMA DE LETRAS / ALFAGUARA. Hoje trago mais um lançamento da ALFAGUARA para vocês: CONSUMIDOS, do cineasta DAVID CRONENBERG.

Consumidos CONSUMIDOS
DAVID CRONENBERG
Editora: ALFAGUARA              
Ano: 2014                  
Nº págs: 304
Gênero: Suspense

SINOPSE: Neste romance impactante, o cultuado cineasta David Cronenberg narra a história em paralelo de um casal de jornalistas, Naomi e Nathan, que, na busca constante por reportagens sensacionalistas, acabarão envolvidos numa conspiração global envolvendo sexo e morte. Os dois têm muitas coisas em comum. Além de amantes, são obcecados pela tecnologia, pela competição e por qualquer experiência que os faça escapar dos limites do cotidiano. Naomi investiga o assassinato, seguido de um suposto ato de canibalismo, de uma famosa filósofa francesa, Celéstine Arosteguy. O crime, que pode ter sido cometido por seu marido, o também filósofo Aristide Arosteguy, a assusta e a fascina. Já Nathan mergulha nos confins de Budapeste para fotografar um excêntrico cirurgião que trabalha nas margens da ética num método pouco ortodoxo de combate ao câncer. De Paris a Londres, do Canadá ao Japão, passando por hotéis de luxo, clínicas clandestinas e o próprio festival de Cannes, Cronenberg constrói uma narrativa intricada e envolvente, em que Nathan e Naomi aos poucos se dão conta de que estão perseguindo fios de uma mesma e perigosa trama, e talvez seja tarde demais para que um possa ajudar o outro. Consumidos é o ousado e polêmico livro de estreia de um dos diretores mais prestigiados da atualidade.

Fiquei bastante curiosa com CONSUMIDOS após ler a sinopse, e mais ainda ao ver que o livro era do CRONENBERG. Solicitei pensando que mergulharia em uma história policial fantástica e incrível, mas me enganei. Esse livro me deixou completamente “sei lá”.

Já no início senti vontade de abandonar a leitura, pois o autor fala MUITO sobre tecnologia, mas não de coisas interessantes ou bacanas, e sim de celulares, maquinas fotográficas, filmadoras, etc. Para mim, leiga no assunto, foi bastante irritante ver a fluidez da narrativa quebrada para se falar de objetivas, enquadramento, tipos de máquina, etc, etc, etc. Simplesmente achei que essas partes sufocaram a linearidade da obra, por isso, em muitas das passagens que essas explicações, a meu ver, desnecessárias, enchiam as linhas, acabei pulando-as.

O casal principal, louco pela tecnologia e que ficavam falando das lentes, máquinas, etc, também não me atraiu no início. Achei os dois bem arrogantes em suas áreas de atuação e extremamente pedantes quanto ao relacionamento. Mais que isso, em muitas partes tive a sensação de estar lendo um livro erótico, ou melhor, pornográfico. O que me levou a continuar a leitura foi o crime contra a filósofa, que além de assassinada teve suas partes comidas. Não lembrar de Hannibal Lecter aqui foi impossível, e foi o único motivo por ter continuado.

Durante algum tempo, agradeci por ter dado sequência na leitura. Por mais que a sensação de ler um erótico me incomodasse, de repente, me vi envolvida pelo mundo regado de sexo que CRONENBERG criou em CONSUMIDOS. Mais que isso, de uma hora para outra fiquei ávida e curiosa para saber mais sobre a vida a dois de Naomi e Nathan, tão curiosa que esqueci que tinha um crime que se desenvolvia e passei a prestar mais atenção ao casal, que mantém um tipo de relacionamento bem moderno e bastante estranho.

Não nego que algumas partes de ambos os personagens me deixaram bastante chocada e impressionada. A forma como eles enxergavam a vida e suas diversas ramificações foi bastante peculiar, e as situações de confronto e periculosidade a qual se envolveram me deixaram igualmente extasiada. Estava satisfeita por ter continuado a leitura, apesar de estar achando tudo muito doido. Porém, e infelizmente tem um porém, o enredo enviesou por um caminho que me desagradou totalmente! Se antes eu estava fascinada e curiosa, depois de um certo acontecimento senti como se tivesse brochado com a leitura. Passei a achar tanto Naomi como Nathan personagens boçais e vazios.

Cheguei a um momento na leitura em que os pensamentos, ideias e atitudes deles me incomodaram tanto que acabei por abandonar a leitura de CONSUMIDOS. Claro que o livro aborda questões interessantes, muitas até, e o lado filosófico, apresentado pela perspectiva de diversos olhares, é realmente fascinante, mas a “encheção” para falar de máquinas,  maquinários, suas características e usos, e a boçalidade dos protagonistas acabaram por me vencer e tive de desistir. 

Não sei se daria outra chance a CONSUMIDOS nem ao CRONENBERG como escritor, contudo, aqui está um livro que apesar da nota baixa que dei não posso dizer que “Recomendo” ou “Não Recomendo”. Consumidos é o tipo de leitura em que cada um tem uma opinião, por isso, deixo a decisão com vocês ;)



Quer tirar suas próprias conclusões e ganhar um exemplar do livro? 
Preencha o formulário do Raffle abaixo e cruze os dedos!


Regras Gerais:

- Ter endereço de entrega no Brasil.
- O sorteado terá até 48 horas para responder ao email de contato.
- O livro será enviado pela editora em até 60 dias.
- O blog não se responsabiliza por eventuais extravios, roubos ou perdas dos correios.

Regra OBRIGATÓRIA:


- Não basta VISITAR a página do blog e da editora no face. Tem de CURTI-LAS.

a Rafflecopter giveaway

Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. este romance é forte mesmo. Não estava esperando tanto de Consumidos. Cenas fortes é comigo mesmo. Com certeza vou me aventurar nesta trama. Já fiquei ansiosa pra saber como termina.
    Beijos.
    elizabethmsalles@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa, Mari. A sinopse realmente instiga, mas com seus comentários me parece que os pontos positivos não superam os negativos. Esse passo. Ótima resenha.

    Abraço!
    http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Confesso que só em ler a história já achei o livro confuso. O que mais me interessou na trama foi a questão do canibalismo, já que por ser um crime muito polêmico, desperta os mais variados pensamentos e debates (digo isso porque aqui em Garanhuns desde que os canibais foram descobertos não se fala em outra coisa). Com relação ao casal, tenho certeza que iria implicar com eles até não poder mais. Odeio pessoas boçais! No entanto, por causa desse primeiro ponto, acredito que daria sim uma chance ao livro. ^^
    Beijos,
    Isabelle | http://www.mundodoslivros.com/

    P.S. Saudades de você, linda! <3

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito da resenha, o livro aborda um tema que prende a atenção do leitor.

    ResponderExcluir
  5. Apesar dos pesares fiquei bem curiosa para ler esse livro. Também não entendo muito das partes técnicas de câmeras e lentes fotográficas e acho que usaria o mesmo recurso que você usou, pular as explicações técnicas. Mas o restante da trama me interessou muito, gosto de livros controversos e temas fortes e não me incomodo quando os protagonistas são de alguma maneira antipáticos.

    ResponderExcluir
  6. Apesar dos pontos negativos da historia, eu acho que a leria sem problmas e sem abandonar a leitura.. Gostei da resenha parabens!

    ResponderExcluir
  7. Participando!!!
    maiiira04@gmail.com
    =**

    ResponderExcluir
  8. Nossa! A leitura desse livro te pareceu uma montanha russa, hein?!?! Uma pena que tenha ocorrido esses altos e baixos, e o pior, os baixou se sobressaíram a ponto de te fazer desistir. Mesmo assim, gostaria de dar uma chance a ele.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

* Deixe seu comentário e me faça feliz :D
* Se você tem um blog, não esqueça de deixar o link.