2 de fevereiro de 2016

RESENHA: MUNDO SEM FIM - Ken Follett (Ed. Arqueiro)



Boa tarde, queridos leitores.

Hoje vou falar sobre um dos melhores livros que li nesse ano de 2016. É, o ano mal começou e já elegi um dos melhores, mas sei que será difícil encontrar outra leitura que cause um alvoroço tão grande quanto essa. Claro que estou falando do livro do TOP COMENTARISTA do mês: MUNDO SEM FIM do magnífico KEN FOLLET, relançado pela editora ARQUEIRO.

Mundo Sem FimMUNDO SEM FIM
KEN FOLLET
Editora: ARQUEIRO              
Ano: 2015
Nº págs: 1131
Gênero: Drama, Romance, Romance Histórico

SINOPSE: Uma guerra que dura cem anos. Uma praga que devasta um continente. Uma rivalidade que pode destruir tudo.  Na Inglaterra do século XIV, quatro crianças se esgueiram da multidão que sai da catedral de Kingsbridge e vão para a floresta. Lá, elas presenciam a morte de dois homens. Já adultas, suas vidas se unem numa trama feita de determinação, desejo, cobiça e retaliação. Elas verão a prosperidade e a fome, a peste e a guerra. Apesar disso, viverão sempre à sombra do inexplicável assassinato ocorrido naquele dia fatídico. Ken Follett encantou milhões de leitores com Os Pilares da Terra, um épico magistral e envolvente com drama, guerra, paixão e conflitos familiares sobre a construção de uma catedral na Idade Média. Agora Mundo Sem Fim leva o leitor à Kingsbridge de dois séculos depois, quando homens, mulheres e crianças da cidade mais uma vez se digladiam com mudanças devastadoras no rumo da História.

Solicitei esse livro logo que foi lançado, em novembro do ano passado, mas decidi que tiraria todos os livros de parceria do meio para poder dedicar 4 ou 5 dias exclusivos a ele. Novembro passou e não consegui fazer isso, dezembro foi a mesma coisa. Então em janeiro decidi que iria lê-lo aos poucos, sem pressa e nada de dedicar alguns poucos dias a ele. E foi logo quando comecei que percebi que ele merecia de mim mais que alguns dias de dedicação. MUNDO SEM FIM merecia uma leitura lenta, empenhada e degustativa, e sim, foi dessa forma que o li. Um pouco por dia, durante todo o mês de janeiro, saboreando cada página e fazendo uma verdadeira viagem no tempo para a Inglaterra do século XIV.

Marcamos hora: de segunda à quinta, sempre às 23:00 ou 23:40 era hora de entrar nessa máquina do tempo chamada MUNDO SEM FIM  e conhecer como viviam as pessoas na catedral de Kingsbridge. Seus hábitos, costumes, vestes, pensamentos, desejos, crenças, tudo foi minimamente exposto por FOLLETT, mas o que foi realmente grandioso nessa obra foram os personagens. São dezenas deles, mas alguns se sobressaindo de tal modo que dava um aperto no peito quando era hora de fechar o livro e deixar um pouquinho para o dia seguinte.

Caris, a principal protagonista, é uma mulher à frente de seu tempo, que não se freia em suas opiniões e é sempre questionadora, sobre tudo e todos que a rodeiam. Junto com Merthin, vão deixar a catedral enlouquecida, assim como todos os habitantes, que irão acompanhar as conquistas e derrotas dos dois.

Além deles, uma gama muito grande de personalidades é retratada: o ladrão, o mercador próspero, a tia sorrateira, um irmão perverso e com uma ambição maior que o mundo, reis corruptos, mulheres frívolas, cavaleiros armados, pessoas escravizadas, senhores cruéis, inventores e construtores talentosos, mulheres de vida fácil, mulheres invejosas, mulheres determinadas, homens que perdem tudo, até mesmo a honra e dignidade, homens que conseguem de tudo, graças a frias manipulações... Tudo! Todo tipo de pessoa e caráter foi retratado nesse livro, e como não podia deixar de ser, mais brilhante ainda foi a forma que FOLLETT expôs a igreja, o modo como ela conduzia a fé e a forma corrupta com que atendia apenas aos anseios que a favoreciam.

Os priores retratados do livro são de caracteres duvidosos, quase sempre chantagistas, empenhados em tirar proveito próprio de qualquer situação e só dispostos a oferecer algo para alguém se obtiverem alguma coisa em troca ou algum tipo de lucro ($$$$$$), sem contar o grande dom de manipulação que possuem sobre o povo e aqueles que conseguem dominar. Gosto muito desses relatos pois sempre fico abismada com a forma como as pessoas se deixavam levar e se faziam acreditar em tantas coisas absurdas em nome de uma fé que muitas vezes lhes virava as costas no caso de uma necessidade.

MUNDO SEM FIM possui dois pontos altos: uma misteriosa carta que é enterrada logo no início do livro e só conhecemos seu conteúdo ao final, mas que causa uma curiosidade extremamente prazerosa durante toda a leitura; e a peste, que devasta não apenas a Inglaterra, mas também a Itália e outros países da Europa. É muito desolador ler essa parte, que causa angústia, tristeza e muita incerteza se seu personagem querido estará vivo ou não na próxima página. Caris, que por todo o livro é uma grande protagonista, se sobressai ainda mais nessa parte e ansiamos por sua participação a todo momento. FOLLETT criou um cenário bastante real do que foi a peste e da forma como as pessoas e os religiosos reagiram a ela. Assombroso e assustador ao mesmo tempo.

Além de tudo isso, MUNDO SEM FIM ainda conta com histórias de amor que duram anos, sentimentos de admiração e carinho que não diminuem com o tempo, e com justificativas plausíveis, apesar de irritantes, para caminhos tão diversos para alguns personagens.

Poderia ficar aqui até amanhã tecendo elogios a MUNDO SEM FIM, mas não vou me estender porque quero que vocês tenham o prazer de fazer essa leitura, que recomendo ser feita por longas noites, para que, assim como eu, vocês possam sentir que os personagens estão a acompanhá-los não apenas durante a leitura, mas durante todo o tempo, tão cativantes que são.


MUNDO SEM FIM foi para meus favoritos e não tenho dúvidas de que será uma das leituras que entrará para meu TOP 10 no fim do ano. MAGNÍFICO! Não percam a oportunidade de ler e de concorrer a um exemplar no TOPCOMENTARISTA desse mês ;) FOLLETT é o cara! <3


Comente com o Facebook:

26 comentários:

  1. Quero muito ler esse livro, ainda não tinha ouvido falar sobre ele,mas achei interessante a história, e pretendo ler aos pouquinhos também, pra entender tudo e quem sabe resenhar mais pra frente.

    ResponderExcluir
  2. Mari!
    Fiquei bem impressionada com a resenha.
    Gosto de livros que se passam em séculos passados, onde não presenciamos as atrocidades e doenças (embora hoje em dia tenhamos outras doenças).
    Um livro tão grande deve trazer cários cenários interessantes, além de toda trama.
    Quero demais fazer a leitura desse livro, bem devagar como você.
    “Saber é compreendermos as coisas que mais nos convêm.” (Friedrich Nietzsche)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Top Comentarista fevereiro, 4 livros e 3 ganhadores, participe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rudy, tenho certeza de que você irá gostar. Não esqueça de voltar aqui para contar o que achou ;)

      Bjs

      Excluir
  3. Fiquei muito feliz com a reedição da Sextante. Eu tinha a edição anterior, mas molhou e tive de jogar fora. Depois disso não o encontrei em lugar nenhum, virou meio que raridade. É uma obra prima. Não o julguem pela minissérie, que é muito fraca. E quando puder, leia Os Pilares da Terra que está no mesmo nível.

    http://porquelivronuncaenguica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ro, já tenho Os Pilares aqui e não vejo a hora de conferir.
      Sério que a minissérie é fraca? Queria assistir tb, mas é bom saber, assim não vou tão empolgada.

      Bjs

      Excluir
  4. Desde quando li a sinopse desse livro eu fiquei numa enorme vontade de ler, depois da sua resenha então só aumentou! hahaha
    O Mundo Sem Fim, me lembra pelo que li a sua resenha, Game of Thrones :)

    Amo histórias de várias pessoas bem amarradas, guerras, conflitos, etc.
    Adorei sua resenha!

    Beijo,
    www.meuexpresso.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diego, lembra algumas coisas de Game of Thrones sim, mas sem a parte da fantasia. É um livro excelente! Pode conferir sem medo.

      Bjs

      Excluir
  5. Não conhecia esse livro, até me animei em saber que você considerou esse livro entre os melhores das suas leituras, a história parece ser muito boa, pretendo lê-lo em breve.

    ResponderExcluir
  6. Eu quero ler os livros desse autor há algum tempo e ver que este estava no Top comentarista e que vc teceu elogios a ele no face eu tive que clicar na postagem e corri pra cá.
    Eu sou encantada por livros que são ambientados na Inglaterra.
    Livros que trazem críticas e que tem embasamento histórico para tal devem ser lidos e da forma como vc fez, aos poucos, degustando cada ensinamento.
    Eu não sei mais o que posso dizer, afinal eu só fui surpreendida positivamente com sua resenha.
    Este livro não é mais um, traz tantas reflexões e tantos personagens super humanos, bem como ouvimos e lemos um dia e como vemos hoje em dia.
    Ao ler sobre a praga pensei no que está acontecendo pelo meu estado em relação ao surto de dengue e a microcefalia...
    Adorei e quero ler, se eu ganhar o livro melhor. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edna, exatamente isso, esse livro não é mais um, ele é realmente especial. Pode conferir sem medo. É fantástico!

      Bjs

      Excluir
  7. Desde que passei a fazer parte deste mundo da leitura, tenho uma grande vontade de conhecer a escrita de Ken Follett, mas ainda não surgiu essa oportunidade.
    Quando vi este lançamento, soube no mesmo instante que queria lê-lo. E saber que temos romance, um belo suspense tornando tudo real e como cenário a Inglaterra no século 14, me animou ainda mais, pois amo histórias contadas em épocas diferentes da que vivemos hoje.
    Espero ter a oportunidade de ler em breve!
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  8. Desde que passei a fazer parte deste mundo da leitura, tenho uma grande vontade de conhecer a escrita de Ken Follett, mas ainda não surgiu essa oportunidade.
    Quando vi este lançamento, soube no mesmo instante que queria lê-lo. E saber que temos romance, um belo suspense tornando tudo real e como cenário a Inglaterra no século 14, me animou ainda mais, pois amo histórias contadas em épocas diferentes da que vivemos hoje.
    Espero ter a oportunidade de ler em breve!
    Bjs!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Le, espero que você tenha a oportunidade, que saboreie a leitura e que volte para contar o que achou. Tenho certeza de que vai amar.

      Bjs

      Excluir
  9. Gosto muito desse tipo de leitura, quando falam de uma história real e inventam outras coisas ou quando falam de tempos antigos. E esse parece ser muito bem feito e a melhor parte, ao menos o que achei, é o foco na peste. Dá um clima de incerteza que é bem condizente com a época ou que tenho em mente dela. E é super gostoso ler e não saber o que esperar para aquele personagem que a gente acaba se apegando, não é? Faz ficar louco pra chegar no final. E faz ter uma ideia daquela época, a gente sente o que os personagens sentem. Ao menos é isso que o livro pareceu pra mim, que trás um cenário tão bem retratado a ponto de nos perdermos nos sentimentos e lutas dos personagens. Querendo muito ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris, realmente, o clima de incerteza é o que mais dá agonia, mas dessa vez não fiquei louca para chegar ao final, pelo contrário, economizei o mais que pude, pois não queria terminá-lo logo, mas não deu certo, ele acabou :( Esse tinha que ser eterno, rs.
      Espero que você leia e volte para contar o que achou.

      Bjs

      Excluir
  10. Já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse, e agora depois de ver essa resenha fiquei ainda mais ansiosa em conferi essa história que parece maravilhosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E é, Mi, você não vai se arrepender.

      Bjs

      Excluir
  11. Eu estou curiosa sobre o livro desde que vi a Arqueiro divulgando este box. Vou ser sincera, a sinopse não é nada reveladora e cada resenha que leio fala de um ponto diferente da obra, o que me deixa com a impressão que a mesma é tão vasta que somente lendo para absorver sua grandiosidade. Nunca li nada do autor e pretendo, sem dúvidas, começar por este. Bjos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cida, é isso mesmo, tudo é tão grandioso que é IMPOSSÍVEL falar sobre, só lendo pra entender o quão magnífico é.

      Bjs

      Excluir
  12. Acho bem misteriosos esse livro, mas adoro livros com jogos de poder, parece ser esse o caso.

    ResponderExcluir
  13. Estou ansiosa para ler este livro, adoro romance historico e quando nao é focado so no casal é melhor ainda. A trama parece ser bem complexa, tem uma guerra acontecendo, trama politica, religiosidade e peste negra, ja to vendo isso virando serie de tv.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafa, já existe uma minissérie, sou louca para ver, mas queria ler primeiro, agora só estou esperando uma boa promoção para comprá-la, rs.

      Bjs

      Excluir
  14. Resenha maravilhosa.
    Se ja estava ansiosa antes, agora estou cinco vezes mais, além de fazer meu gênero literario e de todos os elogios que que ouvir desse livro, com essa capa maravilhosa e uma historia que promete eu com certeza estou perdida, kkkkk.
    Amei a resenha.

    ResponderExcluir
  15. Não conheço esse livro, ainda, estou curiosa para poder le-lo, a trama me parece ser muito boa. A capa desperta curiosidade também.

    ResponderExcluir

* Deixe seu comentário e me faça feliz :D
* Se você tem um blog, não esqueça de deixar o link.