4 de setembro de 2015

RESENHA: O GAROTO QUASE ATROPELADO - Vinícius Grossos (Ed. Faro)



Boa tarde, pessoal!

E vamos começar logo com as resenhas o mês de setembro. Para abrir o mês e o TOP COMENTARISTA, vou falar sobre O GAROTO QUASE ATROPELADO do VINÍCIUS GROSSOS, lançamento da editora FARO.

O Garoto Quase AtropeladoO GAROTO QUASE ATROPELADO
VINÍCIUS GROSSOS
Editora: FARO              
Ano: 2015
Nº págs: 272
Gênero: Drama

SINOPSE: Um garoto sofreu com um acontecimento terrível. Para não enlouquecer, ele começa a escrever um diário que o inspira a recomeçar, a fazer algo novo a cada dia. O que não imaginou foi que agindo assim ele se abriria para conhecer pessoas muito diferentes: a cabelo de raposa, o James Dean não-tão-bonito e a menina de cabelo roxo, e que sua vida mudaria para sempre! Prepare-se para se sentir quase atropelado de uma forma intensa, seja pelas fortes emoções do primeiro amor, pelas alegrias de uma nova amizade ou pelas descobertas que só acontecem nos momentos-limite de nossas vidas. Estar vivo e viver são coisas absolutamente diferentes!

O blog não é parceiro da editora FARO, por isso tive uma surpresa enorme ao receber um email deles com a sinopse de dois super livros e o oferecimento de ambos para resenha e sorteio. Vibrei com a notícia e topei na hora!

Li primeiro COLEGA DE QUARTO, ao qual vocês poderão conferir a resenha às 17 horas, e logo em seguida O GAROTO QUASE ATROPELADO, que é um drama YA.

Gosto bastante desses livros de drama voltados ao público jovem. Geralmente, eles me tocam bem fundo e me arrancam diversas lágrimas, ou ao menos deixam meu coração bastante apertadinho, mas O GAROTO QUASE ATROPELADO não provocou tais efeitos em mim. O livro é bem bacana, mas achei que o autor se atropelou em algumas passagens.

A morte é um dos assuntos abordados no livro, e achei que GROSSOS deu muita ênfase ao tema. Foram muitas e muitas páginas fazendo suspense sobre uma morte e muitas páginas também dedicadas ao como ela afetou algumas pessoas que ficaram. Para mim, isso poderia ter sido a dose certa, não fosse a passagem corrida por assuntos que considerei extremamente mais importes. Talvez não tão importantes na vida do protagonista, mas importantes para se aprofundar em um livro voltado ao público que é. Por exemplo, o protagonista conhece uma garota, que quase o atropela, daí eles se tornam conhecido. Poucas páginas depois eles já estão muito íntimos e ela faz uma revelação bombástica a ele. É uma revelação bombástica mesmo! Algo que me deixou triste, magoada e com dor no coração por ela, mas GROSSOS jogou a confissão da garota de uma vez no leitor. Não fez como com o tema da morte, em que foi preparando o terreno e aprofundando para dar um sentimento a mais na leitura, e isso me incomodou muito, pois achei a revelação da garota algo muito mais importante e que tinha muito espaço para ser trabalhado, mas não foi. GROSSOS me deu um choque ao fazê-la confessar um segredo enorme para um garoto que praticamente acabara de conhecer e me deixou atônita ao ver que isso foi falado de forma a parecer algo comum.

Eu até poderia ter deixado isso passar, principalmente pelo fato de ter me embalado na leitura e de ter achado a escrita de VINÍCIUS deliciosa, mas o problema é que antes da página 100 outro assunto pesado já estava sendo abordado, e na mesma velocidade que o primeiro, enquanto a morte continuava no seu preparo de terreno. Não sei, mas a morte já é um assunto meio batido nesse tipo de livro, enquanto que os outros elementos que GROSSOS abordou, não, então gostaria que o autor tivesse me surpreendido ao trabalhar de forma mais intensa e profunda neles, mas não foi o que fez, e isso me chateou muito.


O GAROTO QUASE ATROPELADO foi uma leitura bem bonita, não nego, mas ele tinha os elementos corretos para ser completamente inesquecível, que passaram tão rápido pelo enredo, que a sensação foi a de que parte do desenvolvimento ficou incompleto. Apesar disso, ainda recomendo a leitura e acredito que a grande maioria irá gostar bastante do livro. Confiram ;) 



Comente com o Facebook:

15 comentários:

  1. Mari!
    A inversão das situações complica um pouco nos livros, o que quero dizer? Quando logo no início já se mostra a 'bomba', temos a sensação de que o livro será permeado por ela e pelo que falou aqui, isso não aconteceu... uma pena porque nos desilude logo.
    Agora se ainda assim a leitura foi boa, talvez valha a pena. Já que é um tema forte.
    “Torna-te aquilo que és.”(Friedrich Nietzsche)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!
    PS: como marcar no formulário o comentário se tem apenas um link e você fez duas resenhas no mesmo dia?

    ResponderExcluir
  2. Não foi um livro que me chamou atenção, mas apesar disso fiquei curiosa com a revelação bombástica e com esse desenrolas rápido das coisas. Espero algum dia poder lê-lo.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Adoro um bom livro de dramas, que me toca ao ponto de eu me emocionar e chorar, fiquei bem interessada por esse livro, inicialmente a sinopse já me chamou bastante a atenção e a sua resenha confirmou que o livro era bom e que preciso urgentemente dele haha, que pena que teve o problema de alguns acontecimentos passarem tão rápido no livro a ponto de despertar o sentimento de ter falado algo, mas pretendo ler mesmo assim, sua resenha está muito boa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois que ler volta pra contar o que achou, Mari.

      Bjs

      Excluir
  4. Poxa, não vi as coisas por esse outro lado. De fato, o livro do Vinicius tem agradado bastante. Fiquei curiosa para saber se qual é a revelação bombástica e achei muito bacana a editora ter te procurado para resenhar os dois livros mesmo vocês não sendo parceiros.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. OI Mari...
    Que pena que o livro não atendeu suas expectativas. Eu gosto do gênero, assim como você, e imagino que vá gostar. Mas vou prestar atenção nesses elementos que você citou. Parece que o autor soou meio repetitivo pelo que você falou, isso incomoda bastante mesmo. Mas pelo menos a narrativa é boa.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oii Mari,
    Realmente quando um livro não nos conquista por completo, ficamos pensando o porque de assuntos que teriam tudo para torná-lo ótimo, não foram bem trabalhados. As vezes creio que os escritores se perdem, pois muito tem o final pronto e o desenvolver para chegar até a última palavra, as vezes passa batido em pontos importantes.
    Mas gostei da resenha e fiquei curiosa com a leitura. Beijos Elis!!!

    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Confesso que a capa desse livro e seu gênero me deixaram extremamente curiosa. Uma pena que o autor tenha deixado tantos elementos interessantes em segundo plano, acredito que se bem trabalhados eles acrescentariam muito à história. Mesmo assim ainda quero ler o livro e tirar minhas próprias conclusões, principalmente depois do sucesso que ele anda fazendo entre os leitores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pat, depois que ler, volta pra me contar o que achou, pliiix.

      Beijocas

      Excluir
    2. Pode deixar que eu volto sim, preciso de alguém pra conversar sobre o livro comigo rs

      Excluir
  8. Gostei da resenha e o livro parece ser otimo, apesar das criticas q vc fez. Acho que eu leria se tivesse chance e ja vo participar do top comentarista pra ver se ganho esse livro q deve ser lindo :D

    Www.cidadedosleitores.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. O livro parece conter uma história linda de superação!! Acho super válido quando os autores abordam temas que nos trazem algo para ser aprendido e respeitado!! O foco do livro não fica só nisto, tem uma trama muito boa!!

    ResponderExcluir
  10. Oie
    Com toda a divulgação em cima desse livro eu estou curiosa para o ler.Ultimamente tenho evitado os dramas mas eles sempre me pegam e sou vencida pela curiosidade.Parece que esses assuntos mais pesados ficaram como um segundo plano no desenvolvimento da história,e estou louca pra saber o que são essas revelações e se vai ou não mexer comigo,sou uma manteiga derretida então é bem possível que mesmo com esses problemas o livro me toque.

    ResponderExcluir
  11. Super interessante a forma de como os protagonistas se encontram, se conhecem!! A capa realmente está linda!! E que bom que o garoto conhece pessoas novas e conquista novas amizades!!

    ResponderExcluir
  12. Oi! A morte é um assunto um pouco batido mesmo entre livros que atraem esse público, mas, dependendo de como o autor conduza, pode deixar a trama inesquecível. Fiquei curiosa para saber que segredo é esse da garota e eu também acharia estranho que ela contasse para uma pessoa que nem conhece. Achei a capa linda e bem para o lado jovem.

    ResponderExcluir

* Deixe seu comentário e me faça feliz :D
* Se você tem um blog, não esqueça de deixar o link.