23 de abril de 2015

RESENHA: RECURSOS DESUMANOS - Pierre Lemaitre (Ed. Vestígio)



Olá, pessoal!

E vamos para mais uma resenha da editora VESTÍGIO. Ontem vocês confeririam minhas críticas ferrenhas para ARRIVEDERCI AMORE, CIAO, mas hoje vão ver que, apesar da nota, tenho ótimas palavras para falar de RECURSOS DESUMANOS do PIERRE LEMAITRE.

Recursos Desumanos RECURSOS DESUMANOS
PIERRE LEMAITRE
Editora: VESTÍGIO              
Ano: 2015  
Nº págs: 336
Gênero: Policial

SINOPSE: Alain Delambre é um homem de 57 anos completamente desgastado e ressentido pelos quatro anos de desemprego que vem amargando. Ex-diretor de RH, ele encontra apenas subempregos, o que o desmoraliza cada vez mais. Quando um empregador finalmente resolve considerar sua candidatura para um cargo em uma grande empresa e na área em que é especialista, Alain Delambre se vê disposto a qualquer coisa – a pedir um empréstimo emergencial ao genro que detesta, a se desqualificar aos olhos de sua esposa e de suas filhas e até mesmo a participar do teste final de recrutamento: a simulação de uma tomada de reféns. Neste alucinante jogo em busca da cobiçada posição e do resgate de sua dignidade, Delambre percorre caminhos inesperados, que poderão levá-lo longe demais…

RECURSOS DESUMANOS me chamou atenção por ser do PIERRE, mesmo autor de VESTIDO DE NOIVO, que gostei. Confesso, porém, que estava preocupada com o mote do livro, pois era bastante semelhante ao NO LIMITE. Apesar das aparentes semelhanças, elas ficaram apenas num plano maior do enredo, pois RECURSOS DESUMANOS foi muito melhor desenvolvido, principalmente no quesito protagonista.

Nesse livro temos a história de Alain, um homem que aos 57 anos se vê desempregado e sem saídas. Não vou falar muito sobre o enredo porque esse é o papel da sinopse, mas ao lê-la somos perfeitamente capazes de entender que em algum momento essa história vai dar merda, é foi por ter essa convicção que li o começo de forma bastante ávida e achei a leitura excelente. Obviamente, quando tudo vira bosta (como diria Rita Lee), já criamos uma simpatia tão grande pelo protagonista que é impossível não tentar ver a situação pelo lado dele. Ao menos para mim foi assim que funcionou.

Alain se mostrou um personagem tão sofrido e injustiçado no começo do livro, que vi suas atitudes extremas como o limite de algo que ele havia suportado. Sei que isso não deveria servir de justificativa, mas o quê posso fazer, simpatizei com o homem! Aliás, sou obrigada a dizer que simpatizei com muitos personagens, e aqueles que não me despertaram tal sentimento, despertaram outros, como revolta, raiva, angústia, etc. No quesito personagem, PIERRE foi glorioso nesse livro. Fiquei impressionada com a quantidade de personagens muito bem trabalhados que o autor conseguiu trazer para a trama. A esposa de Alain, por exemplo, foi uma das mais interessantes, principalmente pelo fato de ela ter posições, sentimentos e atitudes completamente diferentes das do marido. Mas não pensem que por ter simpatizado com Alain fiquei contra sua mulher, pelo contrário, ela foi a personagem mais correta e centrada, caindo também em meus encantos, e apesar de cada um deles estar em um lado da balança, ambos tiveram pesos iguais em sua importância para a obra.

A única razão de não ter dado mais estrelas para o livro foi pelo fato de PIERRE ter se tornado muito prolixo em algumas partes, cansando a narrativa. Isso me incomodou um pouco, pois o livro estava em um ritmo excelente, fatos fantásticos sendo relatados, e aí vinha a sensação de que ele estava prolongando a situação em demasia, não porque era importante fazer isso, mas para enrolar um pouquinho mais e tentar ter mais suspense. Comigo essa técnica não funcionou, porque conseguia ver claramente que ele queria deixar para depois para gerar um impacto maior, mas na imensa maioria das vezes não foi essa sensação que ele conseguiu tirar de mim. 

Tirando isso, RECURSOS DESUMANOS foi um livro impecável e que gostei imensamente, ainda mais por ter lido outro em que o assunto principal havia sido o mesmo. Foi muito bom ler abordagens diferentes para um mesmo tema. Recomendo!


Comente com o Facebook:

13 comentários:

  1. Quando o enredo é bom, tem uma história e personagens bem construídos, geralmente é isso o que acontece. Não sei vc, mas me vejo querendo justificar todos os maus passos do personagem pq fui conquistada por uma boa narrativa e enredo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha, foi exatamente assim, Jois. Eu sempre tentava arrumar uma razão para o que ele estava fazendo, rs. Descreveu certinho meus sentimentos com leitura <3

      Excluir
  2. Esse livro parece tenso com o cara fazendo de tudo para conseguir o emprego, adoro quando pegam um tema quase banal como uma disputa por uma vaga e transformam em algo bem maior, que vai transformando o personagem, o Alain parece que vai ficando obcecado em conseguir seu emprego dos sonhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafa, é verdade, parece um tema banal, mas o autor criou uma história fantástica dessa banalidade. Foi impressionante!

      Bjs

      Excluir
  3. Bom, o personagem parece interessante, mas o livro não me atraiu. Acho que o santo não bateu, porque não senti aquela vontade de ler, sabe? O que é uma pena, porque o enredo parece bom. Pode ser que depois eu mude de ideia.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ceci, vou torcer para que mude de ideia.

      Bjs

      Excluir
  4. Não sei se é porque estou com muito sono.. mas eu ñ entendi muito bem do que se trata a história.. mas fico feliz em saber que o livro é cheio de personagens bem construídos.. e realmente é chato quando o autor tenta enrolar...

    ResponderExcluir
  5. Não me senti atraída pelo livro diante desta sinopse. Não entraria para minha lista de próximas leituras não. :(

    ResponderExcluir
  6. Olá, o livro não me atraiu muito, mesmo com os seus elogios a construção de personagens e tudo mais, ainda não me interessei por ele!
    Abraços
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir
  7. A resenha salvou meu interesse no livro. A resenha não chama atenção. Quem sabe será uma possível leitura?

    ResponderExcluir
  8. O enredo é bacana e o protagonista parece ser cativante, mas essa enrolação que você citou no final me irrita MUITO. Não sei se leria.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Pelo que deu pra perceber, o quesito personagens o autor está de parabéns. Gosto quando nutrimos sentimentos por personagens e não fique um sem nos causar nada. Nada de meio termo, ou gosta ou não gosta, e isso é muito bom, pois mostra que o autor soube dar brilho a eles. Uma pena que houve essas partes mais chatinhas.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  10. Gostei do que li na sua resenha. Primeira vez que li algo a respeito deste livro e me simpatizei com o personagem e a trama. Seus comentários me deixaram bastante empolgada. Espero ler e apreciar como você o fez.
    Beijos.

    ResponderExcluir

* Deixe seu comentário e me faça feliz :D
* Se você tem um blog, não esqueça de deixar o link.