15 de abril de 2015

RESENHA: REBOOT - Amy Tintera (Ed. Galera Record)



Buenos, pessoal!

E vamos continuar com as resenhas da GALERA RECORD. Agora vou falar de mais uma grata surpresa que a editora me proporcionou: REBOOT, da AMY TINTERA.

RebootREBOOT (vol. 1)
AMY TINTERA
Série: Reboot
Editora: GALERA RECORD              
Ano: 2015 
Nº págs: 352
Gênero: Distopia

SINOPSE: Quando grande parte da população do Texas foi dizimada por um vírus, os seres humanos começaram a retornar da morte. Os Reboots eram mais fortes, mais rápidos e quase invencíveis. E esse foi o destino de Wren Connolly, conhecida como 178, a Reboot mais implacável da CRAH, a Corporação de Repovoamento e Avanço Humano. Como a mais forte, Wren pode escolher quem treinar, e sempre opta pelos Reboots de número mais alto, que têm maior potencial. No entanto, quando a nova leva de novatos chega à CRAH, um simples 22 chama sua atenção, e, a partir do momento que a convivência com o novato faz com que ela comece a questionar a própria vida, a realidade dos reinicializados começa a mudar. 

Quando a GALERA mandou a news e li a sinopse desse livro, fiquei em dúvida se deveria pedi-lo, pois tudo me lembrava algo meio zumbi e DETESTO livros com zumbis, filmes com zumbis, séries com zumbis, enfim, os comedores de cérebro não fazem minha praia. Mas meu namorado, que adora tudo que se refere a eles, adorou, então resolvi pedir para que nós dois lêssemos, porém, estava certa de que iria odiar. E mais uma vez me enganei \o/ (estou percebendo que sempre que quero muito ler um livro fico decepcionada e quando acho que a leitura não vai valer nada, ela é fantástica!)

E é esse adjetivo (fantástico) que expressa bem a ideia de REBOOT. Durante todas as páginas conseguimos perceber as séries de TV e os livros que serviram de referência para a autora a escrever REBOOT, mas não pensem que em algum momento tive a sensação de que ela estava copiando algo, pelo contrário, achei a mistura que ela fez absurdamente original e impressionante!

É verdade que as pessoas (um determinado grupo delas) se reinicializa depois que morre e volta um tantinho diferente, mas não como os lentos zumbis que conhecemos. Eles retornam de uma outra maneira e aceitam ordens sem se questionar, até, claro, um deles começar a fazer isso, e é aí que a história começa a ficar realmente boa.

TINTERA, além de conseguir fazer um misto das séries do momento, também conseguiu fazer uma mescla incrível de gêneros, de drama a ficção científica, passando pela distopia, ela conseguiu perpassar por muitos gêneros e nos deixar com água na boca por cada um deles que explorou.

No quesito personagem, fiquei surpresa em ver o quão especial ela elaborou sua protagonista, mas o quanto também fez com que ela tivesse falhas, tornando-a alguém comum, não uma “super-heroína.”

Um ponto que me assustou em REBOOT foram as mortes. Primeiro, porque TINTERA mostrou que não tem dó de matar personagens, segundo, porque as explorou muito bem e com muitos detalhes, com descrições fortes e impactantes, que algumas vezes me fizeram pensar se essa era mesmo um livro YA, tão fortes foram alguns abatimentos.

Em relação ao romance, sou obrigada a dizer, pela segunda vez nessa semana, que adorei! Talvez por Wren, a protagonista, ter se mostrado um pouco robótica no início do livro, adorei ver a carapaça de força da personagem ir se quebrando e ela ir aceitando os sentimentos novos que passaram a influenciá-la. Mas gostei principalmente por esse lado do romance não ganhar um destaque enorme na obra. Mesmo quando ele aparece, não fiquei me sentindo cansada da “mimizice” adolescente nem nada disso. Ao contrário, fiquei bastante satisfeita e feliz em ver como a autora apresentou e desenvolveu o romance em meio ao caos que se apresentava durante o enredo. Contudo, não nego que tenho medo de o segundo livro ficar martelando nessa tecla de modo a dar uma enrolada na história.

TINTERA apresentou uma história bastante original e diferente com seu REBOOT, e acredito que ela conseguirá agradar MUITA gente com tudo que elaborou para seu livro de estréia. Quem gosta de ação, drama, romance, suspense, distopia, ficção científica, vai adorar conferir. Recomendo!



Comente com o Facebook:

27 comentários:

  1. Ja tava de olho nesse livro depois de ter lido uma resenha, tinha me lembrando o seriado In the flesh, quem morreu volta recebe tratamento e tem que lidar com as pessoas que nao aceitam isso bem.
    Ainda nao li nenhum livro de zumbi e a unica serie que consegui acompanhar foi In the flesh, nunca gostei muito mas o livro parece ser bem diferente vou tentar ler.

    ResponderExcluir
  2. Olá, já estou de olho nesse livro há muito tempo, quero muito ler porque é meio zumbi, e gosto bastante desse tipo de livro, já os filmes com zumbis, não consigo ver, eihauheae
    Abraços
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir
  3. Pensei que ia ser mais um livro de zumbis mas quando terminei de ler a sinopse fiquei curiosa e a sua resenha me deixou com mais vontade de ler ele pra ver como a autora fez os seus zumbis

    ResponderExcluir
  4. Gosto muito de distopias, mas este tema é desgastante. Eu não tenho tanto tempo pra ler, o que significa ficar com o mesmo livro por dias, que é igual a sofrer por dias a fio hahahahaha
    A resenha me lembrou bastante o seriado Resurrection, que curti muito, e não tenho duvidas de que gostaria do livro... o problema é que sofro demais com essas leituras!

    ResponderExcluir
  5. É um misto de distopia com várias outras coisas.. a principio assim como você acreditei que nem iria ler.. mas depois que percebi que a única semelhança que eles tem com os zumbis é voltar a vida eu me animei.. achei muito interessante.. coloquei na minha lista de leitura.. que não para de crescer..

    Muito bom saber que o romance não fez a autora perder o foco.. apesar de amar romances entendo que não iria cair muito bem nessa situação.

    ResponderExcluir
  6. Morrendo de vontade de ler esse livro. Adoro esse tema abordado e tenho uma queda por zumbis. E a capa está linda demais, mal vejo a hora de conseguir o meu exemplar, porque acho que a leitura promete e que vou me encantar por ela.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. O livro parece ser uma aventura e tanto! Mortos retornam a vida e há os que são mais implacáveis e aqueles menos fortes! Será que Wren Connolly vai conseguir vencer esta batalha? Fiquei muito interessada em ler o livro!!

    ResponderExcluir
  8. Eu li a sinopse desse livro e fiquei super a fim de ler. Esse é um gênero que eu estou me interessando mais agora e fiquei curiosa com essa coisa da morte e do tempo da morte interferir na força das pessoas. Deve ser uma leitura bem empolgante e estou doida para ler. :D

    Beijos!
    http://www.prateleiracolorida.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Sou muito fã de distopia e estou morrendo de vontade de ler esse livro. Além da capa muito sugestiva e completamente linda, a sinopse é muito instigante e a premissa é original e inusitada, o que me chama muito a atenção. Adorei a resenha e todos os detalhes que tu deu sobre o livro, só me deixou mais curiosa com a história!

    ResponderExcluir
  10. Olá, Mari!
    Desde o momento que li sobre esse livro me interessei bastante por ele. E sua resenha só fez essa vontade crescer!! Estou agora mega ansiosa pela oportinidade de lê-lo! E também sempre fico pé atrás com o segundo volume ter a qualidade do primeiro. Espero que isso ocorra nessa série que parece tão promissora =D
    Excelente resenha ^^

    ResponderExcluir
  11. Adoro ler distopias e esse é um dos motivos para querer lê-lo, outro motivo é dizerem que parece um pouco com zumbis, pelo fato de serem mortos-vivos.Vejo várias resenhas elogiando esse livro, o que cativa ainda mais para querer lê-lo. Adorei sua resenha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Curto muito distopia, gostei da sinopse dele, o livro parece ser ótimo, fiquei bastante interessada em ler!

    ResponderExcluir
  13. Esse livro está nos meus desejados desde que vi que seria lançado aqui no Brasil! Eu adoro distopias e amo zumbis, então esse é o livro perfeito para mim. Se você que não gosta desses seres gostou do livro então eu vou amar! Sua resenha me deixou com ainda mais vontade de adquiri-lo.

    beijos
    http://garotanaalcateia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Não havia ouvido falar sobre o livro ainda, mas adorei sua resenha e fiquei muito interessada, colocarei na minha lista com certeza!
    Parabéns pelo blog,
    Ellen.
    www.cladeleitores.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Achei a capa bem enigmática e misteriosa. O livro parece ter uma história incrível com surpresas ao longo da resenha, além de ter personagens marcantes, gosto bastante de distopias e acredito que para os fãs deste tema, vale à pena conferir.

    ResponderExcluir
  16. Absolutamente fantástico, Curto muito distopia, e esse livro tem tudo que eu quero ler.. *----*

    ResponderExcluir
  17. Mari,
    Nossa fiquei até com medo de ler a resenha quando tu disse que odeia zumbis...kkkk...pois eu amoooo....bem em todo caso, se mesmo odiando você aprovou a leitura dessa maneira eu com certeza quero ler. Gosto quando a escritora nos surpreende e não nego que amo um romance, então se no segundo volume for isso, já estou feliz. Claro que fiquei bem mais analítica com alguns livros, mas não tem, jeito sempre tem uns que me conquistam totalmente. Bjos e obrigada pela resenha. Elis!!!
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Resenha bem elaborada, abordando o conteúdo de forma simples e inteligente, despertando o interesse dos leitores

    ResponderExcluir
  19. Estou louca por esse livro, ao contrário de vc, amo histórias com zumbis, sendo eles rápidos, lentos..não interessa. Tendo zumbis, tô dentro!! Estou numa fase de ler livros com muita ação, bem desse gênero, esses romances ou muito draminha não está rolando pra mim no momento. Adorei sua resenha, deve ser muita perfeição num só livro.
    bjs
    http://serieslivroseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. patricia queiroz3 de maio de 2015 20:07

    tb não tenho mto interesse pelo assunto zumbi mas, gosto de sair dos meus habituais e ler algo que não tenho costume, na maioria das vezes me surpreendo positivamente. como vc gostou, fiquei interessada.

    ResponderExcluir
  21. Olha,pelo que li aqui,a história tem tudo pra me agradar. Rsrsrs Histórias com zumbis é a minha favorita. Pode parecer meio louco,mas esses zumbis são fascinantes. A trama que você descreve aqui me conquistou e estou empolgada pra ler. Quero conhecer esses personagens e a história deles.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Amo distopias de coração, e essa parece muito bem elaborada! Estou louca para ler, esses autores que não tem dó de matar me fascinam, sério!
    Estou muito empolgada com esses zumbis que não comem cérebro hahahaha

    Beijos ;*
    Proseando com uma BibliophileFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  23. Esse livro mostra que, por mais saturado que um determinado ser esteja, a originalidade pode resgatar o gosto por eles de novo. Podemos ver inúmeros livros, filmes e/ou séries com zumbis, mas basta o autor usar um pouco de criatividade para dar um gás neles. Outra coisa interessante foi a mistura de gêneros, e pelo que vi, a autora foi feliz nessa mistura ousada. Gosto quando isso acontece. Enfim, quero muito ler em breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  24. Esse livro não me chamou a atenção por causa da capa, até ler sua resenha não dava nada por ele, mas pelo visto tem tudo que eu gosto numa leitura, e essa nova forma de falar sobre zumbis me deu uma vontade de descobrir com é , vários misturas, pena que vai morrer muita gente, já estou sofrendo.

    ResponderExcluir
  25. Mari!
    A primeira vista, achei também que era um livro de zumbis e até gosto, porém, prefiro mais a ficção distópica de uma nova raça robótica.
    E o que mais me chamou a atenção é que haverá um romance entre essa nova raça.
    Bem, um livro que mistura ação, drama, romance, suspense, distopia, ficção científica foi feitinho para mim e tenho que ler.
    “Nada é por acaso...Acredite em seus sonhos e nos seus potenciais....Na vida tudo se supera..”(Mema velame)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Acho que essa impressão de que os livros que você menos quer ler são os melhores se deve ao fato de não criar expectativas e tal. Também tenho essa sensação sempre :D
    E esse livro parece incrível! Tá na minha lista de desejados há um tempo, pois estou gostando cada vez mais de distopias

    ResponderExcluir
  27. Gostei de tudo sobre esse livro: capa, enredo, mesclagem de gêneros (e acho que os autores atuais precisam ousar mais nesse sentido).
    Também fiquei com um pé atrás por causa dos zumbis, mas uma resenha que li sobre Reboot clareou minhas ideias e me deixou morrendo de vontade de decifrar essa nova distopia (to amando essa onda distópica, tem surgida muita coisa legal, como Cinder, The 100, Silo ...)

    ResponderExcluir

* Deixe seu comentário e me faça feliz :D
* Se você tem um blog, não esqueça de deixar o link.