24 de julho de 2012

RESENHA: VIVA PARA CONTAR - Lisa Gardner (Novo Conceito)


Bom dia, pessoal!

Vamos para o segundo dia do ESPECIAL SEMANA NOVO CONCEITO.

Hoje vou falar de um policial que se tornou um de meus favoritos: VIVA PARA CONTAR da LISA GARDNER. Fiquei imediatamente interessada quando soube que a editora lançaria um livro policial, e claro que quando os kits chegaram passei essa leitura para frente e fiquei completamente chocada com o que li.

Viva para ContarApesar de já ter lido vários livros policiais, achei VIVA PARA CONTAR bem diferente, isso porque GARDNER coloca crianças no livro. Não crianças fofas e lindas, mas crianças com problemas psicológicos e mentais que podem se tornar perigosas. E ela aborda o tema sem nenhum receio de criar indignação ou de chocar o leitor.

No livro existem três mulheres que são as personagens principais:

Danielle Burton, que há vinte e cinto anos vive com o peso de seu passado nas costas, pois seu pai assassinou sua mãe e irmãos. Mesmo com tanto tempo tendo passado, todos os anos, no aniversário da tragédia, ela revive todos os sentimentos que a possuíram naquela noite. O mais interessante na personagem é que vivi momentos de amor e ódio em relação a ela. Algumas vezes achei-a boazinha e coitadinha, outras a achei perversa, imatura e idiota. Já adulta, ela é psicóloga em uma instituição que cuida de crianças com problemas. A história que envolve a personagem, e que só é revela aos poucos, é extremamente chocante.

Victoria Oliver, é uma mãe dedicada e capaz de qualquer sacrifício pelo filho. Na gravidez teve um problema, mas não fica claro no livro se é por isso que seu filho teve problemas psicológicos. Achei as partes da narrativa sobre Victoria as mais interessantes. Por toda a leitura gostaria de estar lendo sempre mais sobre ela e sua desintegrada família. Ela possuí um amor de mãe tão imenso que às vezes ficamos perdidos e nos questionando se é realmente possível amar desse jeito. É a personagem do livro que mais nos faz refletir sobre amor, abandono, esperança, força, garra, etc. Victoria é o tipo de personagem que nos faz ter vontade de entrar no livro para ajudá-la, ou de pelo menos gritar para ela ver onde está errando.

D.D. Warren é a comilona investigadora que está atrás de um perigoso assassino. Assim como aconteceu com a família de Danielle anos atrás, alguém está exterminando famílias inteiras, mas, nesses casos, o assassino faz parecer que a culpa é do pai. Aparentemente, as duas famílias assassinadas nada tem em comum, e nem se conhecem, mas algumas coisas levam a investigadora Warren até Danielle, e quando ela passa a conhecer a história sobre o passado da garota, bem, algumas coisas fazem com que ela desconfie que há algo errado.

Eu nunca havia ouvido falar na autora LISA GARDNER, mas não vejo a hora de poder ler outros livros dela. VIVA PARA CONTAR foi um dos melhores policiais que já li e entrou para minha lista de favoritos. Além de o livro ser extremamente chocante (em alguns momentos me lembrou de Precisamos Falar Sobre Kevin), ela conecta fatos, pessoas e lugares de forma fantástica. Outra coisa que ela faz de forma perfeita é colocar o caráter e a personalidade das personagens em questão. Por várias vezes acreditei que fulano fosse 100% bom e não era, ou que beltrana se revelaria ruim e não se revelou, cheguei até a acreditar que existiria um envolvimento demoníaco em relação a algumas crianças.

Uma coisa que me chamou muita atenção foram os agradecimentos da autora para um casal de amigos, que eram pessoas boas, pais presentes e carinhosos, mas que passaram muito tempo em alas psiquiátricas de hospitais para tratar de seu filho psicótico. Acho que justamente por tratar desse tema de modo tão aberto é que o livro se torna tão bom.

Infelizmente, nada do que eu diga vai conseguir expressar a qualidade e intensidade da leitura. Não acredito que VIVA PARA CONTAR deve ser lido apenas por quem aprecia um bom policial, pois a história trata muito mais do que disso, mas deve ser lido e refletido por todos.


FICHA DO LIVRO


VIVA PARA CONTAR
LISA GARDNER
Editora: NOVO CONCEITO
Ano: 2012                   
Nº págs: 480
Gênero: Policial, Suspense



 

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Caramba que resenha boa! Vou querer ler esse livro! Valeu a dica! Bjs

    ResponderExcluir

* Deixe seu comentário e me faça feliz :D
* Se você tem um blog, não esqueça de deixar o link.