1 de janeiro de 2016

RESENHA: EM BUSCA DE UM NOVO AMANHÃ - Sidney Sheldon e Tilly Bagshawe (Ed. Record)



Olá, pessoal!

Que tristeza! Terminei 2015 decepcionada com um livro e já vou dar início a 2016 decepcionada com outro, que por acaso é a continuação do de 2015. Estou falando de EM BUSCA DE UM NOVO AMANHÃ, continuação de SE HOUVER AMANHÃ, lançado em 1985 pelo SIDNEY SHELDON e que ganhou sua sequência em 2014 pelas mãos da TILLY BAGSHAWE.

Em Busca de um Novo AmanhãEM BUSCA DE UM NOVO AMANHÃ
SIDNEY SHELDON & TILLY BAGSHAWE
Editora: RECORD              
Ano: 2015
Nº págs: 480
Gênero: Suspense

SINOPSE: Ao lado de Jeff Stevens, Tracy Whitney foi responsável por alguns dos maiores assaltos do mundo. Movida pela adrenalina que o perigo proporciona, ela sempre esteve à vontade com a vida de criminosa. Mas, quando ela e Jeff se casam, eles fazem um trato: deixar o passado de crimes para trás e formar uma família. Decidida a abandonar o crime e levar uma vida digna, Tracy se esforça para adaptar-se à nova rotina. Mas ela sente que falta algo para que seja realmente feliz: um bebê. Porém, à medida que os meses passam e a tão desejada gravidez não acontece, ela se sente cada vez mais infeliz. Quando uma misteriosa e envolvente mulher surge na vida do casal, a até então indestrutível parceria deles é abalada. Um belo dia, Jeff acorda e descobre que Tracy desapareceu. Por mais de dez anos, ele faz o possível para descobrir o paradeiro da amada mas, como o restante do mundo, acredita que ela esteja morta... até que uma série de assassinatos leva um audacioso detetive francês a acreditar que a vigarista está envolvida nos crimes. Tracy Whitney está mais uma vez no centro de uma misteriosa trama. A diferença é que, agora, ela tem tudo a perder, inclusive o homem que não consegue esquecer.

Quando a RECORD anunciou o lançamento desse livro fiquei super curiosa. Isso porque eu sempre gostei do SHELDON, mas, além de fazer um tempão que não lia nada do autor, ainda não havia lido SE HOUVER AMANHÃ, seu livro mais famoso. Decidi então que era hora de voltar à adolescência e relembrar tudo que SHELDON significou para mim, mas, por Deus!, dei bola fora com os dois livros!

Ontem vocês conferiram a resenha de SE HOUVER AMANHÃ e perceberam que fiquei decepcionadíssima com os rumos da história; e com a sequência não foi diferente. Nessa segunda parte (digo segunda porque, infelizmente, ainda teremos a terceira), Tracy e Jeff, o famoso e amado casal (não por mim) do livro anterior tinham tudo para ter o “felizes para sempre”, mas foram impedidos por uma armação nem um pouco ardilosa e que pareceu mais coisa de colegial. Com isso, Tracy sumiu no mapa e deixou o marido sem saber se ainda estava viva por 9 anos!

Pois é, os absurdos do primeiro livro continuaram se repetindo aqui, affff! Sim, achei que o primeiro livro explorou pouquíssimo a personalidade de Tracy, a forma como ela se tornou uma exímia conhecedora do mundo da arte e, principalmente, como ela se tornou uma excelente golpista, mas o que deixou claro é que ela era uma mulher de fibra, que não pensava em fugir e que estava disposta a lutar por aquilo que considerava importante. Mas não nessa sequência, aqui ela simplesmente saiu de cena, não tentou nem um processo de divórcio ou uma conversa, sumiu mesmo, como se nunca tivesse sido casada e nunca tivesse morrido de amores por Jeff. O livro já começou com um absurdo, que foi se tornando maior a cada página e me deixou extremamente entediada!

Não nego que as partes dos golpes foram interessantes, mas, assim como no primeiro livro, foram apenas divertidas, nada mais. Não acrescentaram nada, não foi algo fenomenal, não nos deu informações preciosas, nadica de nadinha. E sim, pensei em abandonar a leitura muitas e muitas vezes, e só não o fiz por um motivo: assassinatos! Por alguma razão, vários crimes estavam sendo cometidos e os corpos de várias prostitutas foram sendo encontrados. Por esse único motivo é que prossegui na leitura, mas não demorou para que até mesmo esse mote me cansasse, afinal, desde o princípio era um tanto quanto óbvio quem era o assassino. O porquê foi algo que não compreendi até agora e não engoli. Juro que queria falar disso aqui para vocês, mas não vou soltar spoilers, mas fiquei indignada com a porcariada que foi isso!


Aliás, já falei bastante mal do primeiro livro e do quanto ele me decepcionou, então não vou ficar repetindo aqui porque estou com preguiça mesmo! Nem sei porque cheguei ao final da leitura. Bom, sei sim, eu queria ver o reencontro de Tracy e Jeff, que, por Deus!, foi mais non sense de tudo que já tinha sido apresentado! RIDÍCULO mesmo! Affff. Nego-me a ler o terceiro livro. Quero distância! Estou sofrendo, terminei 2015 e comecei 2016 de forma péssima nas leituras... Estou arrasada!


Comente com o Facebook:

6 comentários:

  1. Estava em busca de resenha e sobre esse livro e a primeira que eu li foi a sua. Já sei pra perceber que temos opiniões bem divergentes, então acredito que vou gostar badtnte dessa continuação. Depois eu volto aqui para te dizer o que achei.
    PS: eu gosto muito e encontrar pessoas com opiniões divergentes das minhas. Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Estava em busca de resenha e sobre esse livro e a primeira que eu li foi a sua. Já sei pra perceber que temos opiniões bem divergentes, então acredito que vou gostar badtnte dessa continuação. Depois eu volto aqui para te dizer o que achei.
    PS: eu gosto muito e encontrar pessoas com opiniões divergentes das minhas. Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Pois eu adorei Se houver amanhã, e só não sei se vou gostar da continuação porque não foi escrita pelo sensacional Sidney Sheldon. Vou comprar e depois dou minha opinião.

    ResponderExcluir
  4. Não gostou de se houver Amanhã? Primeira pessoa que vejo reclamar...sempre temos os jaimes joices da vida por aí, deveria tentar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, "Se houver amanhã" é magnífico, do começo ao fim. A sequência tbm não deixou à desejar, foi intrigante e teve magnetismo.

      Excluir
  5. Eu chorei lendo o livro! Pensei que ele tinha morrido! Mas, realmente,pra Tracy, o que mais importava era o filho!!! Agora quem será o antagonista do terceiro, Jean?! Hahahahhss

    ResponderExcluir

* Deixe seu comentário e me faça feliz :D
* Se você tem um blog, não esqueça de deixar o link.