11 de novembro de 2015

RESENHA: DETALHE FINAL - Harlan Coben (Ed. Arqueiro)



Boa noite, pessoal!

Gostaria de começar esse post dizendo que a resenha de hoje é de mais um livro do meu queridinho HARLAN COBEN, porém, apesar de COBEN ser um querido, DETALHE FINAL, novo lançamento da ARQUEIRO, foi o PIOR livro que já li dele. Motivo: repeteco, repeteco, repeteco.

Detalhe FinalDETALHE FINAL
HARLAN COBEN
Série: Myron Bolitar
Editora: ARQUEIRO              
Ano: 201
Nº págs: 304
Gênero: Policial, Suspense

SINOPSE: O agente esportivo – e detetive ocasional – Myron Bolitar está num verdadeiro paraíso. Divide uma praia caribenha com Terese, uma mulher deslumbrante que acabou de conhecer – uma forma perfeita de se recuperar da perda recente de uma amiga querida. Seu retiro é interrompido por Win, seu amigo e parceiro em inúmeras investigações. Ele não traz boas notícias: um dos clientes mais antigos de Myron, o problemático Clu Haid, arremessador dos Yankees, foi assassinado e a principal suspeita é Esperanza, melhor amiga e sócia de Myron. De volta a Nova York, Myron está determinado a provar a inocência de Esperanza, mas os obstáculos são maiores do que imaginava. Para desvendar o crime, Myron terá de encarar o submundo nova-iorquino e abrir feridas antigas que podem ser o seu fim. Com reviravoltas, cenas e diálogos inesquecíveis, temperados com um delicioso humor, Detalhe final tem tudo o que fez de Harlan Coben um fenômeno literário e vai surpreender o leitor até a última página.

Já contei isso em uma outra resenha do autor, mas vou repetir. Sempre fui muito fã desse homem e o idolatrei, até que em uma das resenhas que postei, um leitor disse que COBEN sempre escrevia só sobre a mesma coisa: gente desaparecida. Daí em diante passei a prestar mais atenção em tudo e tive a infeliz percepção de que esse leitor estava com a razão, e pior, passei a ficar meio chateada por só ver esse assunto abordado pelo autor. Isso até me deparar com DETALHE FINAL.

A princípio a leitura foi revigorante, pois não tinha gente desaparecida! OMG, era um enredo do COBEN totalmente diferente! A vítima não tinha sumido, desaparecido, sido sequestrada, escondida, etc... Tínhamos uma vítima assassinada e uma busca por um assassino. Putz, super diferente para os padrões do COBEN, e claro que isso me alucinou. Mas não demorou para a empolgação inicial passar. Adivinhem por quê? Sim! De repente apareceu uma pessoa desaparecida no enredo. E sim, eu fiquei putíssima! Afff... Daí para o fim foi só decepção...

DETALHE FINAL foi um livro cheio de mesmices:
- Pessoa desaparecida – confere
- Myron dando lição de moral no Win – confere
- Diálogos que tentaram inserir temas atuais – confere
- Myron sendo reconhecido como deus do basquete – confere
- Myron se lamentando por mulher - confere
- Myron sendo chato e fazendo mimimi - confere
- Myron querendo ser o foda - confere
- Myron querendo ser o bonzinho mais legal do mundo - confere

Pois é, vocês já devem ter lido tudo isso em algum outro livro dessa série, e sim, tudo foi igual, de novo! Fico POSSESSA com essa coisa de todo mundo conhecer/saber quem é o Myron, mesmo fazendo mais de 10 anos que ele abandonou as quadras. Não sei se americanos são alucinados por basquete, mas a sensação que tenho é que COBEN tenta dar uma importância enorme e desnecessária ao personagem, que aliás, está me cansando!

Não aguento mais ele ficar expondo os pontos negativos de Win. Coisa chata! Sempre a mesma coisa! E parece que ele faz isso para parecer grandioso e cheio de princípios ao lado do amigo, que, para mim, é quem anda salvando a série e deixando ela com um tom ácido de humor e com cenas boas de ação, porque, se dependesse só do Myron, já tinha abandonado, pois não aguento mais o cara querer se passar por bom moço e ficar depreciando o amigo para parecer melhor que ele e com mais caráter e moral. Ou seja, Myron é pedante, nada mais.

Outra coisa insuportável é a relação dele com mulheres. Afff, filho, vai se tratar. Trocentas mulheres e ele fica sempre se lamentando. Pior, está sempre dando uma “comida” aqui e ali, e mesmo assim tenta se passar por um homem super correto. Faz-me rir, querido, faz-me rir!

E os diálogos desse livro? INFINITOS! E chatos! Tem uma parte sobre seios que por Deus!, como foi cansativa e IDIOTA! Myron é um cara meio ridículo em relação ao que é diferente e até bem quadrado, quando é conveniente a ele, claro. Pior é que COBEN tenta inserir os diálogos com temas atuais, que estão em voga, como bissexualismo, mas o tema simplesmente NÃO combina com o personagem. Devia deixar essa área só para Esperanza, mas não, Myron teve que dar um pitaquinho também.


Enfim, não é o primeiro livro do Myron que me decepciona e acho que preciso dar um tempo com o personagem. Tudo que COBEN apresenta em relação a ele é mais do mesmo, e passo a ficar com a sensação de que se li um, li todos. Dei 3 estrelas porque gostei da forma como o crime foi desvendado e tudo que foi exposto, mas foi só o que salvou nesse enredo. DETALHE FINAL foi decepcionante! Entrei em férias em relação ao Myron. Preciso de livros do COBEN sem a super, mega, hiper estrela do basquete - que nunca foi profissa (¬¬) - mas é reconhecido, adorado e idolatrado por todos.


Comente com o Facebook:

11 comentários:

  1. Nossan eu qria ler algum livro da serie Myron Bolitar, mas acho q prefiro agr começar com outro livro do Harlan, ja q falam tão bem dele. Odeio qnd repete tudo oq ja tem em outros livros do proprio!

    Www.cidadedosleitores.blogspot.com (TÁ ROLANDO SORTEIO)

    ResponderExcluir
  2. Hahaha, você está sendo muito dura com o Coben! Ele já escreveu livros muito bons, inclusive com desaparecimentos! O meu favorito é "Não conte a ninguém", que tem também uma adaptação francesa de 2006, "Ne le dis à personne", que vale a pena ver. Agora, quanto ao livro em questão, você tem razão, é bem ruinzinho...

    ResponderExcluir
  3. Myron tomando achocolatado???deve conferir kkkk, provavelmente vou comprar esse tb...kkk

    ResponderExcluir
  4. Alexandre Gasparetto13 de novembro de 2015 19:09

    Esqueci de por o nome no comentario anterior hahaha

    ResponderExcluir
  5. Mari!
    Que chato a série ter se tornado tão repetitiva.
    Bom mesmo que dê um tempo na leitura dos livros com esse protagonista.
    “Só é lutador quem sabe lutar consigo mesmo.”(Carlos Drummond de Andrade)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  6. Ultimamente nem tenho mais lido direitos as sinopses dos livros do Harlan, pois todos tem o mesmo assunto. Acho que o único livro dele em que não há ninguém desaparecido é O Inocente. mas não tenho certeza, já o li há muito tempo. Essa mania do Myron se achar melhor que o Win, também tem me irritado. Houve até um livro em que Win diz ao amigo que ele o recrimina por seus métodos, mas quando o bicho pega, é a ele que Myron recorre.

    http://porquelivronuncaenguica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Acredito que a ideia do autor seja essa mesma. É uma série, e assim como aquelas que passam na tv, os "episódios" tem sequencia, mas o objetivo final é o mesmo.
    Eu, por exemplo, gosto de assistir a série MONK, que é de um detetive paranoico, e os episódios são sempre parecidos, porém nunca deixam de ser instigantes e viciantes.

    Coloquei seu blog nos favoritos. Parabéns pelo excelente trabalho.

    ResponderExcluir
  8. AMO o Win e acho ele o personagem mais cativante da série Bolitar. Acho que é o anti-heroismo dele, não sei. Apesar de frio, sempre vejo algo humano. E Myron é super canstivo.
    Tentei fazer maratona de Harlan mas esses elementos parecidos exigem um tempo... Apesar de eu continuar apaixonada e não me recordar de ter conseguido desvendar algum crime.

    ResponderExcluir
  9. Eu realmente fiquei muito interessado no livro, essa capa meio sombria dele deixa qualquer um curioso e ele me lembra um que eu estou lendo agora que é o "Você é o Próximo". Acho que terei que comprar esse também para ler porque estou super curioso pra ter a minha opinião formada. Adorei a sua resenha e o seu blog já está nos meus favoritos.

    Meu Blog: www.umcontainer.com

    ResponderExcluir
  10. Vcs não devem ter nada pra fazer !! Já li quase todos os livros do Harlen Coben , o último q li foi o detalhe final e como todos os outros Adorei ! Quem
    Nunca leu harlan coben não se deixa influenciar por esses comentários sem nexo !! Melhor escritor de sempre

    ResponderExcluir
  11. Vamos combinar. É um livro chatinho e com diálogos parecidos com scripts de telemarketing.

    ResponderExcluir

* Deixe seu comentário e me faça feliz :D
* Se você tem um blog, não esqueça de deixar o link.