28 de março de 2014

RESENHA: O CAVALO - Steven James (Ed. Nacional)



Oi, gente!

Vocês devem ter percebido que sexta passada a resenha de O CAVALO, terceiro livro da série OS ARQUIVOS DE BOWERS do STEVEN JAMES, lançado pela editora NACIONAL, não foi ao ar. Fiquei enrolada com os sorteios da promoção de aniversário e não consegui postar a resenha, contudo, hoje vou falar desse livro que, para mim, foi o melhor da série até agora.

O CavaloO CAVALO
STEVEN JAMES
Editora: NACIONAL              
Ano: 2013                  
Nº págs: 504
Gênero: Policial

SINOPSE: O agente do FBI Patrick Bowers está acostumado a perseguir os assassinos mais perigosos do país, mas agora quem está sendo rastreado é ele. Na cena do crime há um misterioso ritual e Bowers encontra uma única pista: uma gravação prevendo seu próximo passo. Após o assassinato seguinte, o criminologista descobre algo mais: um antigo manuscrito está sendo usado como roteiro pelo serial killer para praticar seus crimes. E quanto mais desvenda os segredos do texto, mais o agente do FBI começa a temer pela própria vida. Bowers não está conseguindo chegar perto do assassino, mas o assassino está chegando perto dele... Assustador, violento e intenso, este thriller psicológico vai manter o leitor pregado em suas páginas até o fim.

Quem vem acompanhando as resenhas sobre os livros do JAMES, O PEÃO e A TORRE, percebeu que cada vez mais venho fazendo elogios a essa maravilhosa série policial e ao seu protagonista, Pat.

Se em A TORRE comentei que senti falta de corpos, em O CAVALO fiquei surpresa tamanha quantidade deles. Quando o assassino dá as caras, nunca é uma morte única ou simplória, o serial killer é muito inteligente e maquiavélico, e suas mortes são todas aos pares, na realidade, com casais. Com a leitura desse livro experimentei um novo significado da palavra assassinato, afinal, todos eles foram muito bem elaborados, não apenas no sentido de surpreender, mas também de chocar, pois as descrições dos corpos, alguns mutilados, foram extremamente fortes e intensas, e a criatividade para matar fugiu dos parâmetros de muito que já li.

No começo, os crimes vão criando certa repugnância por serem tão explicitos, porém, conforme prosseguimos na leitura, vamos percebendo que eles passam a nos causar verdadeiro fascínio, pois o assassino não age de modo convencional e nem de acordo com sua própria genialidade ou maldade, e sim segue os passos de um famoso livro que é um clássico da literatura. Não vou falar sobre qual livro é para não estragar a surpresa, mas digo que fiquei horrorizada quando descobri qual era a famosa obra literária, isso porque, apesar de já ter ouvi falar sobre a obra, e já até conhecer algumas partes dela, JAMAIS imaginei que mortes tão violentas e sinistras estivessem retratadas em suas páginas.

Nesse terceiro volume, mais uma vez chamo atenção para a participação de Tessa, a enteada de Pat. A cada livro que passa ela fica mais incrível e ganha um espaço maior. Gosto muito da personagem por sua inteligência e sagacidade. Ao mesmo tempo em que é tão frágil em relação a alguns assuntos, é uma verdadeira adulta para tratar de outros. É graças a algumas dicas dela, uma leitora assídua, que, mais uma vez, Pat e seu time de investigadores conseguem chegar ao “assassino literário”. Em O CAVALO a vida pessoal de Tessa também ganha mais espaço e alguém que sempre esteve fora de começa a aparecer, deixando claro que em O BISPO, o próximo volume, vai aparecer para algumas revelações.

Um dos aspectos que mais gosto dessa série é que ela pode ser lida fora de ordem que não irá prejudicar a leitura, mas quando lida em sequência, é brilhantemente bem elaborada, pois retoma aspectos dos livros anteriores e ao mesmo tempo insere brechas para o próximo volume.

Aliás, falando na brecha para o próximo volume, isso aconteceu em A TORRE. STEVEN JAMES deu uma deixa em relação ao personagem de um político e pensei que este faria parte do time principal de personagens em O CAVALO, mas a participação não foi tão destacada, o que fez que adorar ainda mais o autor, AMO quando eles conseguem me enganar.

Em relação ao Patrick, não vou me tornar repetitiva e ficar fazendo os mesmos elogios que já fiz na resenha dos dois outros livros, então vou falar apenas que o personagem continua fabuloso e que a única coisa que não me agradou tanto em relação a ele em O CAVALO foi sua vida sentimental. Mas, em todo o restante da narrativa, ele foi o mesmo cara incrível e brilhante dos volumes anteriores.

Quanto ao final, estejam alerta a tudo! Meu palpite foi em cima de um suspeito e quase tive um ataque de emoção quando vi que havia acertado. Contudo, percebi que faltavam muitas páginas para o livro ser finalizado e achei meio estranho, o que seria contado dali em diante? Foi quando JAMES chegou com mais surpresas *_* Nada daquilo que eu havia imaginado era de fato o que parecia, e o culpado me fez ficar de queixo caído e pensando “como assim?” Não desconfiei do personagem em momento algum e foi uma surpresa maravilhosa ver a forma como o autor conduziu a narrativa para chegar até ali.

Fascinante, surpreendente, empolgante, brilhante e todos os adjetivos mais. O CAVALO foi o melhor volume da série até agora e, obviamente, também foi para meus favoritos, depois de ganhar suas 5 estrelas, claro. CONFIRAM!



Comente com o Facebook:

5 comentários:

  1. Cada vez mais ansiosa pra ler essa série, preciso me organizar para comprar os livros. Ótima resenha.

    Abraço!
    http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Compra, Gabi!

      Você vai gostar.

      Prometo <3

      Excluir
  2. Sangue.... hahaha
    Nossa, fico imaginando, se você achou que o começo pode ser repugnante por causa da explicidade das mortes, então o negócio é realmente bem forte. rs.
    Não vejo a hora de poder ler esses livros. Estou adorando cada uma das suas resenhas.

    ResponderExcluir
  3. Mari!
    Venho acompanhando as resenhas e realmente sua paixão pela série é enorme que até nos contagia.
    Nossa! E quantos assassinatos... bom, né? Serial killer bem criativo em suas formas de matar e bem sanguinário também... uiii...quanto mais sangue, mais descrições, melhor!
    Quero demais a leitura de toda a série.
    “É mais fácil obter o que se deseja com um sorriso do que à ponta da espada.”(William Shakespeare)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  4. Menina vou ter que correr atras dessa série (não acredito que até hoje desconhecia série/escritor) chocada comigo mesmo!! :o
    Obrigada pela tua resenha gostei muito. ^_^

    ResponderExcluir

* Deixe seu comentário e me faça feliz :D
* Se você tem um blog, não esqueça de deixar o link.