12 de maio de 2015

RESENHA: BENEFÍCIO NA MORTE - Robin Cook (Ed. Record)



Bom dia, pessoal.

Mês passado fui agraciada com uma surpresa magnífica da editora RECORD: BENEFÍCIO NA MORTE do ROBIN COOK.

Benefício na MorteBENEFÍCIO NA MORTE
ROBIN COOK
Editora: RECORD              
Ano: 2015
Nº págs: 448
Gênero: Thriller, Suspense

SINOPSE: Pia Grazdani é uma estudante de medicina de inteligência excepcional e temperamento reservado. Em estreita colaboração com o geneticista molecular Dr. Tobias Rothman, da Universidade Columbia, ela trabalha na pesquisa que tenta criar órgãos de reposição para pacientes crônicos, o que poderia revolucionar a saúde pública. Através desse estudo, Pia espera ajudar milhões de pessoas. Porém, quando o laboratório vira palco de uma tragédia, Pia se vê obrigada a interromper suas pesquisas e começa a investigar, com a ajuda de um colega de turma, o que teria causado o desastre no laboratório de biossegurança. Enquanto isso, dois gênios de Wall Street pensam ter achado mais uma mina de ouro na multitrilionária indústria de seguros de vida, e concentram todos os seus esforços na tentativa de manipular dados atuariais e securitizar apólices de seguro de vida de idosos e doentes crônicos – uma fonte potencial de fortunas incalculáveis. Quando Pia e George investigam mais a fundo, uma pergunta começa a rondá-los: será que alguém estaria usando informações de seguros de vida particulares para permitir que investidores se beneficiem da morte de terceiros? Em Benefício na morte, Robin Cook está de volta com mais uma história eletrizante envolvendo pesquisas científicas sem precedentes e questões éticas na medicina, ambas sujeitas à ação maligna de pessoas gananciosas e sem escrúpulos.

Meu primeiro contato com o autor foi com o livro CRISE, o qual achei bem meia boca e incompreensível a razão de tanta gente amá-lo. Mas continuei recebendo recados no Skoob de pessoas dizendo que eu deveria insistir, que esse livro não tinha sido tão legal mesmo, mas que COOK era O CARA. Resolvi então dar mais uma chance, e quando a RECORD lançou CURA mais que rapidamente solicitei, e dessa vez ADOREI! Empatada em relação ao COOK, fui a delírio quando surgiu a oportunidade de ler um terceiro livro dele, dentre os muitos já lançados, e desempatar essa situação. Placar atual: 2x1 para os adorados \o/

A primeira coisa que quero esclarecer sobre BENEFÍCIO NA MORTE é que apesar de ter dado 5 estrelas e favoritado-o, ele não é o tipo de livro que demanda uma leitura rápida, pelo contrário, demorei três dias para concluí-lo por seus grandiosos detalhes e começo complicado. Não sei quanto a vocês, mas eu sempre detestei todas as aulas de Ciência e Biologia, então tive dificuldade nas 100 primeiras páginas do livro, em que o autor, que é médico, explica de modo detalhado a perspectiva das pesquisas usando células-tronco para regenerar órgãos, chamada organogenia. Nesse primeiro momento, COOK foi extremamente detalhista e com palavras simples e bem escolhidas nos inseriu nesse universo tão grande da biogenética. Apesar de seu esforço para parecer o mais simplista possível, não foram poucas as vezes em que retomei algum ponto da leitura, pois me senti perdida em diversas partes.

Quando FINALMENTE passei a entender todo esse complicadíssimo universo que COOK apresentou, levei um novo susto, pois o autor inseriu os golpistas da trama, dois consultores de Wall Street que se uniram para criar uma companhia que comprava o seguro de vida de velhinhos por preços irrisórios; mais uma vez o autor foi extremamente detalhista ao explicar esse contexto, e algumas vezes também me perdi nesse mundo de números, cifras e golpes.

No meio de toda essa confusão, somos inseridos ao maravilhoso universo criado ao redor da protagonista Pia, em que é possível observar o cuidado do autor para criar e elaborar sua personalidade, caráter e os traumas de sua infância. Se as partes citadas acima deixaram o livro confuso e cansado em alguns momentos, a presença de Pia e de seu “amigo” George deixaram-no mais leve e dinâmico, fazendo com que a dupla caísse em minhas graças.

Contudo, todas essas dificuldades de leitura e compreensão da parte científica e do mundo das ações aconteceram até mais ou menos a página 200, depois a trama ganhou novo fôlego e ritmo, e tudo já se tornou passível de compreensão e adoração.

Depois de muitos detalhes e do acidente que aconteceu no laboratório, a leitura se tornou, sim, vertiginosa e impossível de largar, pois Pia, e sua aguçada inteligência, ficou cada vez mais próxima de desvendar as verdadeiras razões que prejudicaram os dois cientistas brilhantes que estavam no laboratório na hora do ocorrido. Como se isso não bastasse, uma situação inusitada, porém previsível, confesso, aconteceu na vida pessoal de Pia, mas apesar da obviedade do ocorrido, ainda assim conseguiu ser surpreendente e chamar atenção.

Os fãs do autor devem estar se perguntando sobre os Stapleton, os médicos legistas protagonistas de muitos dos livros do COOK. Em BENEFÍCIO NA MORTE eles estão relegados ao papel de meros coadjuvantes, aparecendo somente ao final e por poucas páginas, porém, é óbvio que mesmo essa participação diminuta é incrível e brilhante. Eu, que já estava lendo com a certeza de que os dois não apareceriam no livro e que não se tratava de mais um volume da série, fiquei surpresa e vibrei quando os encontrei, mesmo que em poucos momentos.

Por se tratar de um tema mais difícil e mais complicado, por ter dado diversas explicações e esclarecimentos ao leitor leigo sobre essa nova área da medicina, considerei esse o melhor livro do COOK que li até agora. Acho muito interessante isso de o autor colocar um avanço médico-científico em foco e mostrar como o homem pode destruir tudo na desenfreada busca por poder e dinheiro. Gosto desse paralelo que o autor gera em seus livros: criação X destruição.

Agora que desempatei com o autor e que já tenho certeza de que ele caiu em minhas graças, preciso muito ler os muitos livros dele que a RECORD já lançou, mas acho que a editora poderia providenciar uma reedição dos livros anteriores que sigam esse padrão de capa e tamanho, e claro, podem lançar muitos livros mais do COOK, pois quero ler todos! O elogio que o coloca como “o mestre do thriller médico” é mais que pertinente, é merecido! <3 Tenham paciência com o início lento, que irão se surpreender! Leiam!




Comente com o Facebook:

11 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Mari, eu me apaixonei pelo Cook devido aos seus primeiros livros, por isso se você gostou de Cura, que é um livro bom, mas não espetacular, vai se apaixonar pelos da década de 70 a 90. Destaco Coma, Servidão Mental, Medo Mortal, Mutação e Contágio, que é a estreia de Jack. Acha fácil na estante Virtual. Estou louco para ler Benefício na Morte e sua resenha me animou mais ainda. O que não curti muito em Cura foi a falta de mistério. Já esse novo parece ter bastante segredos.

    ResponderExcluir

    ResponderExcluir
  3. Oi Mari

    Não conhecia esse livro, mas gostei da sinopse e da sua empolgação na resenha.
    Adoro um bom thriller e se for médico, melhor ainda!
    Dica anotada!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  4. Oi tudo bem?
    Não tenho muuuito interesse por esse tipo de leitura, mas achei bem interessante.
    Beijos.
    http://www.garotadolivro.com/

    ResponderExcluir
  5. Adoro explicações bem detalhadas acerca de pesquisas na área de Biologia, pois afinal esse é o Curso que eu faço (e amo!)
    COMO ASSIM VOCÊ NÃO GOSTAVA DE CIÊNCIAS E BIOLOGIA? Ai que desaforo kkkkkkkkkkkkkkkkkk mas normal né, essa é a típica disciplina que ou se ama ou se odeia.
    Não conhecia o autor nem a obra, mas me interessei já na capa (que não está muito clara na minha mente, mas parece o raio-x de uma coluna cervical kkkkkkkkkkkkkkkk)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi Mari!!

    Eu nunca li nenhum livro dele, só de ler a sinopse eu fiquei meio confusa hahaha, mas sua resenha me deu uma esclarecida.

    Não tenho muita paciência com livros de início lento...fico remando nele por dias hahah

    bjos

    ResponderExcluir
  7. Oi Mari!!

    Eu nunca li nenhum livro dele, só de ler a sinopse eu fiquei meio confusa hahaha, mas sua resenha me deu uma esclarecida.

    Não tenho muita paciência com livros de início lento...fico remando nele por dias hahah

    bjos

    ResponderExcluir
  8. MaRI!
    Fico feliz que tenha mudado sua opinião sobre Cook, porque ele é realmente o mestre dos thrillers médicos.
    Gosto dos detalhes médicos e aprender sempre mais nos livros do Cook.É sempre bom os detalhes porque através deles é que descobrimos o que realmente acontece,
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. O único livro desse autor que li foi Contágio. Recomendo! Gostei tanto dessa onda de thriller médico que comecei a ler Tess Gerritsen, que segue a mesma linha. Do Cook pretendo ler mais, sei que dá para achar em sebos mas são tantas series que preciso completar que vou adiando outras coisas.

    ResponderExcluir
  10. Amo thrillers e suspenses <3 Nunca li nenhum livro do autor e me interessei pois também não li nenhum livro que tenha ciência e parece ser bem legal.

    ResponderExcluir
  11. Resenha bem elaborada, abordando o conteúdo de forma simples e inteligente, despertando o interesse dos leitores.

    ResponderExcluir

* Deixe seu comentário e me faça feliz :D
* Se você tem um blog, não esqueça de deixar o link.